Manual do Novo Colaborador

Bem-Vindo

Caro Colaborador,

É com o maior prazer que o felicitamos e lhe damos as boas-vindas como novo membro da equipa Active Space Technologies.

A partir de agora é um novo membro da família e contamos consigo para melhorar a qualidade dos serviços que prestamos. Só assim conseguimos estar entre os melhores, sendo o profissionalismo e a atitude positiva as chaves do seu e do nosso sucesso. Todas as responsabilidades futuras estão ao seu alcance e dependem, em muito, da sua dedicação e empenho.

A nossa empresa valoriza o envolvimento dos colaboradores, colocando à sua disposição oportunidades e recursos que permitam evoluir, não só a nível profissional, como a nível pessoal - trabalhar connosco é aprender todos os dias.

Conscientes da missão e do desafio apresentamos este e-learning, onde pode encontrar as informações mais relevantes de que necessitará. 

Este Manual do Novo Colaborador pretende facilitar o seu processo de acolhimento e integração, tendo como objectivo fornecer-lhe informações sobre a nossa organização e dar-lhe a conhecer a nossa estrutura organizacional.

O crescimento e sucesso da organização depende de todos, sinta-se parta da equipa e desafie-se a si mesmo!

 

Sobre nós

Quem somos?

A Active Space Technologies, fundada em 2004, é uma organização europeia, com sede em Coimbra, Portugal, que actua no mercado internacional em áreas multidisciplinares, nomeadamente na área aeronáutica e da energia nuclear, da defesa e da indústria.

As actividades core da empresa que irá integrar centram-se: na instrumentação espacial e em sistemas de controlo estrutural e térmico para aplicações espaciais; em sistemas de monitorização do ambiente para aplicações aeroespaciais; em sistemas de manuseamento remoto em ambientes perigosos e radioactivos;  e, ainda, em sistemas automatizados para a indústria.

A nossa organização cria e fornece soluções de engenharia personalizadas, garantindo sempre a mais alta qualidade, pretendendo a máxima satisfação das necessidades dos nossos clientes e parceiros. O nosso objectivo é responder a todos os desafios, através dos melhores equipamentos, permitindo assim a eficiência e eficácia dos nossos processos e resultados. 

O nosso trabalho reflecte-se na participação activa nos melhores projectos nucleares e espaciais.  Temos vindo a integrar diversas missões com agências de todo o mundo, com a NASA e a Agência Espacial Europeia (ESA). 

Um dos objectivos primordiais da Active Space Technologies é a satisfação dos nossos clientes e parceiros e, para isso, actuamos em todas as fases de produção dos nossos serviços e produtos: desde o design à elaboração dos testes finais.

A Active Space Technologies é uma empresa certificada com a ISO 9001 e AS 9100. 

Missão e Valores

Missão

Oferecer soluções tecnológicas inovadoras, integradas e confiáveis que contribuam para o sucesso de nossos clientes na procura pelo desconhecido ou na busca pela perfeição.


Valores

  • Compromisso com a Excelência;
  • Administração Responsável;
  • Valorizar o Capital Humano;
  • Inovação;
  • Corporativismo
  • Ética nos relacionamentos interpessoais;
  • Transparência de processos;
  • Competência



Os nossos parceiros e clientes

Ao longo de um percurso de 13 anos muitas foram as empresas que nos apoiaram e muitas foram aquelas para quem desenvolvemos projectos. Aqui ficam as mais fulcrais:

Normas e Procedimentos

Identificação de trabalhador

Identificação e acesso do trabalhador

A empresa fornecer-lhe-á um cartão de identificação para dar entrada no edifício com o seu nome, cargo e foto, que deverá ser utilizado durante todo o processo produtivo dentro do horário de trabalho. 

Todos os colaboradores, durante o expediente de trabalho, devem ter consigo o cartão de identificação que lhes dará acesso a áreas restritas. Caso este sofra algum dano, deve comunicar ao Departamento de Recursos Humanos que emitirá um novo. Os custos subjacentes estarão ao cargo do colaborador.

Horários

Horário de Serviço

Os trabalhadores estarão ao serviço da empresa das 9h às 18h, com interrupção para almoço das 13h às 14h30. Cada trabalhador tem direito a uma pausa no período da manhã e durante o período da tarde, com a duração máxima de 15 minutos. Sendo que toda e qualquer deslocação, deve ser comunicada ao chefe.   

Atrasos de 30 minutos, podem levar a que o empregador recuse a prestação de serviço do trabalhador durante um período do dia.  Já os atrasos de 60 minutos, podem levar a que o empregador recuse a prestação de serviço do trabalhador durante todo o dia de trabalho do mesmo.

Os colaboradores têm uma carga horária de 40 horas semanais, de segunda-feira a sexta-feira. 

Controlo e Registo de Assiduidade

No sentido de se proceder a um adequado controlo de ausências todas as faltas, totais ou parciais, justificadas ou injustificadas, previsíveis ou imprevisíveis, devem ser comunicadas ao Departamento dos Recursos Humanos. A Active Space Technologies pode, nos 15 dias seguintes à comunicação das faltas, exigir ao colaborador a prova dos factos invocados para a justificação.

As faltas podem ser justificadas ou injustificadas, podendo as primeiras levar ou não a perda de remuneração. 

a) Faltas justificadas sem perda de remuneração

São consideradas faltas justificadas sem perda de remuneração faltas: por acidente ou doença; casamento; cumprimento de obrigações legais; assistência inadiável a filhos, enteados, adoptados e netos; deslocação à escola tendo em vista conhecer a situação educativa do filho menor; dádiva de sangue (1 vez por ano); motivadas pela prestação de provas em estabelecimento de ensino; as dadas por candidatos a eleições para cargos públicos, durante o período legal da respectiva campanha eleitoral; as que sejam prévia ou posteriormente autorizadas pelo responsável directo do colaborador; as que por lei forem como tal qualificadas; e as motivadas pelo falecimento do cônjuge (5 dias), parente ou afins (2 a 5 dias) e ainda das pessoas que vivam em união de facto ou economia comum com o trabalhador (5 dias).

b) Faltas justificadas com perda de remuneração

Implicam perda de remuneração, ainda que justificadas, as faltas dadas por motivo: de doença, desde que o trabalhador beneficie de um regime de segurança social de protecção na doença; de acidente no trabalho, desde que o trabalhador tenha direito a qualquer subsídio ou seguro. 

Se o impedimento do trabalhador se prolongar para além de um mês, aplica-se o regime de suspensão do contrato de trabalho por impedimento prolongado (art. 296º, nº 1, do Código do Trabalho, Lei nº 7/2009 de 12 de Fevereiro).

c) Faltas Injustificadas

São consideradas injustificadas as faltas dadas por motivos não identificados anteriormente. Estas faltas implicam sempre perda de remuneração.

Períodos de Férias e Feriados

Férias

Cada colaborador tem direito a gozar, em cada ano civil, um período mínimo de férias de 22 dias úteis, 10 dos quais - seguidos ou não - serão obrigatoriamente marcados e efectivamente gozados durante o mês de Agosto. Os restantes 12 dias poderão ser marcados em qualquer outra altura. 

No ano de contratação, o colaborador tem direito, após seis meses completos de concretização do contrato, a gozar dois dias úteis de férias por cada mês de duração do mesmo, até ao máximo de vinte dias úteis. 

Se, entretanto, terminar o ano civil, parte ou a totalidade dos dias de férias podem ser gozados até 30 de Junho do ano civil seguinte. No entanto, num mesmo ano civil, o trabalhador não poderá gozar mais de trinta dias úteis de férias. Isto sem prejuízo da remuneração que lhe seja devida.

A remuneração correspondente ao período de férias é o valor base igual ao que o trabalhador recebe enquanto exerce as suas funções na organização.

A marcação do período de férias deve ser feita até ao final do mês de Março, junto do Departamento dos Recursos Humanos.


Feriados

Anualmente, os feriados que se encontram em vigor e que não conduzem à perda de remuneração correspondente àquele dia são:

  • 1 de Janeiro
  • Sexta-feira Santa
  • Domingo de Páscoa
  • 25 de Abril
  • 1 de Maio
  • 10 de Junho
  • 15 de Agosto
  • 1 de Dezembro
  • 8 de Dezembro
  • 25 de Dezembro

A Active Space Technologies aprova, no início de cada ano, tolerâncias de ponte. Isto verifica-se nas situações em que o feriado ocorre à quinta-feira ou terça-feira.

O calendário das tolerâncias de ponte aprovadas é divulgado por e-mail a cada colaborador anualmente. 


Horas Suplementares

O trabalho suplementar é válido em casos excepcionais e por períodos limitados: o funcionário deve ser compensado em tempo e dinheiro.

As horas suplementares começam a contar após o horário normal. A empresa só pode solicitar horas extraordinárias em caso de acréscimo provisório de trabalho que não justifique a admissão de um novo empregado, por motivos de força maior ou para prevenir e reparar prejuízos graves.

O colaborador deve atender ao pedido da empresa. No entanto, pode pedir dispensa se apresentar motivos que justifiquem este pedido, como em casos de risco para a sua saúde ou assistência de familiares. Deficientes, grávidas ou colaboradores com filhos até um ano não são obrigados a prestar horas suplementares.

O responsável pelo sector poderá solicitar a prestação de serviços fora do horário normal de trabalho com o limite máximo de 2 horas por dia por cada colaborador, não podendo ultrapassar as 48 horas semanais.

A primeira hora extraordinária é paga com a remuneração normal acrescida de 50%, nas horas seguintes são mais 75% e os feriados são pagos a 100%.

Remunerações

Tanto a Constituição da República Portuguesa, como o Código do Trabalho prevêem um salário mínimo.  Nenhum trabalhador pode receber menos que o valor disposto nos anteriores, seja qual for a função ou sector que desempenha. O valor da remuneração será fixo e estará definido no contrato de trabalho, dependendo do cargo a exercer.

O pagamento dos salários é feito mensalmente, no dia 1, e, em situações normais, são pagos através de transferência bancária.

Subsídios

Subsídio de Alimentação

Todos os colaboradores têm direito a receber subsídio de alimentação por cada dia útil de trabalho prestado. O subsídio é entregue por carregamento de um cartão bancário pré-pago, permitindo assim uma maximização do valor isento de IRS. A utilização do cartão bancário está limitada aos estabelecimentos do sector alimentar ligados à rede Visa e Multibanco, como restaurantes, cafés, hipermercados e supermercados.

Tendo em conta que a média anual de dias úteis de trabalho, por colaborador, é aproximadamente de 21 dias úteis por mês, é pago, mensalmente, um subsídio de alimentação correspondente a 21 dias úteis. Durante o período em que o trabalhador se encontra a gozar férias, não há lugar ao pagamento de subsídio de alimentação.

Subsídio de Férias

Para além da remuneração, recebida no período de férias, que correspondente ao valor da remuneração mensal base desse colaborador, este tem também direito a um subsídio de férias, no mesmo valor que a remuneração. Este será concretizado juntamente com o vencimento do mês em que o colaborador gozou as férias.

Subsídio de Natal

Todos os colaboradores têm direito ao subsídio de Natal cujo valor é igual a um mês de retribuição e deve ser pago, todos os anos, até dia 15 de Dezembro.

No ano em que o trabalhador é admitido ou em que se verifique a cessação ou suspensão do contrato, o valor do subsídio de Natal é proporcional ao número de meses em funções.

Licenças

Licença Parental

Os colaboradores têm direito, por cada nascimento de um filho, a uma licença parental inicial de 120 ou 150 dias consecutivos, cujo gozo podem partilhar. O subsídio da Segurança Social corresponde a 100% ou 80% da remuneração, consoante a licença parental a gozar seja de 120 ou de 150 dias consecutivos.

Parte da licença parental inicial é de gozo exclusivo da mãe, integrando-se no período de licença parental inicial: 30 dias facultativos antes do parto e 6 semanas obrigatórias após o parto.

O pai tem direito a uma licença parental exclusiva de 15 dias úteis de gozo obrigatório, seguidos ou interpolados, dos quais 5 gozados de modo consecutivo imediatamente após o nascimento e os restantes 10 no primeiro mês a seguir ao nascimento do filho. Tem ainda 10 dias úteis de gozo facultativo, seguidos ou interpolados, a gozar após o período de gozo obrigatório, desde que em simultâneo com o gozo da licença parental inicial por parte da mãe. Nestas circunstâncias, quer o período de gozo obrigatório, quer o de gozo facultativo são cobertos a 100% pela Segurança Social.

Os subsídios correspondentes a estas licenças têm de ser requeridos pelo trabalhador no Centro de Segurança Social pelo qual estejam abrangidos.

Representação Pessoal

Vestuário

Para determinados compromissos internos ou externos da organização – como reuniões ou visitas de/a parceiros - é necessário apresentar um outfit que se coadune com a ocasião.

Nos restantes dias, o colaborador terá a liberdade para vestir o que achar mais confortável e adequado para a prossecução das suas tarefas.  No entanto, terá de ter em conta o ambiente formal da organização e peças como camisas rasgadas, mini-saías, tops, bermudas ou decotes não serão apropriadas.

Caberá aos gestores orientar os membros de sua equipa que não se enquadrem nestas regras.

Higiene e Segurança

Padrões de Conduta Esperados

A reputação e imagem positivas da nossa organização constituem um património dos seus accionistas, administradores e restantes colaboradores, sendo consequência directa do comportamento e do compromisso destes com os princípios de conduta estabelecidos. Todos os colaboradores da presente organização devem estar comprometidos com os princípios de honestidade, confiança e respeito pelos outros, e deverão responsabilizar-se pela prossecução desses mesmos valores. Assim, o colaborador deve:

  • Desempenhar as tarefas que lhe forem atribuídas, mantendo sempre uma atitude profissional  e positiva, digna e honesta de respeito mútuo, confiança e colaboração com os restantes trabalhadores que integram a equipa;
  • Agir em estrita conformidade com todas as leis aplicáveis, inclusive as leis anti-suborno e anti-corrupção, que se aplicam às operações da nossa organização;
  • Preservar o património da empresa, incluindo a imagem, reputação, instalações, equipamentos e materiais, utilizando-os apenas para os fins a que se destinam, defendendo os interesses da organização;
  • Ser diligente e responsável na relação com as Autoridades, clientes, competidores, fornecedores, membros das comunidades e todos os demais indivíduos, empresas e organizações com que a organização se relaciona no exercício das suas actividades regulares;
  • Evitar situações em que possa ocorrer conflito de interesses próprios com os interesses da instituição;
  • Assegurar que as comunicações e informações aos clientes sejam feitas exclusivamente por colaboradores autorizados e estejam em conformidade com as políticas;
  • Agir com responsabilidade social e com respeito à dignidade humana;
  • Executar as actividades diárias respeitando os aspectos de segurança e saúde definidos pela empresa.

Padrões de Conduta Intoleráveis

As seguintes condutas são contrárias aos padrões preestabelecidos pela organização:

  • Uso do cargo visando obter vantagens pessoais - facilidades ou qualquer outra forma de favorecimento ou benefício pessoal ilegítimo - ou para terceiros;
  • Discriminação em função de etnia, origem, género, orientação sexual, crença religiosa, condição de sindicalização, convicção política, ideológica, classe social, condição de portador de deficiência, estado civil ou idade;
  • Assédio de qualquer natureza, inclusive moral ou sexual;
  • Tratamento preferencial ou privilegiado a qualquer cliente ou fornecedor em desacordo com as políticas e normas da organização;
  • Oferecer ou receber presentes que tenham como objectivo exercer influência indevida.
  • Contacto com empresas concorrentes nos termos da violação da legislação concorrencial aplicável;
  • Contratar parentes para posições em que haja subordinação directa ou indirecta ou potencial conflito de interesses próprios com interesses da organização;
  • Uso de drogas psicoativas ilegais ou bebidas alcoólicas em quaisquer que seja as funções desempenhadas;

Observações:

Este conjunto de condutas é exemplificativo e não exclui outras acções que possam ser consideradas ofensivas. Todas as acções acima descritas são passíveis das seguintes penalidades que podem variar em função da gravidade:

1. Advertência verbal;

2. Advertência formal;

3. Suspensão;

4. Despedimento com justa causa.



Relação Organização/Colaborador

Política de Segurança da Informação

Todos os colaboradores assinam um compromisso de confidencialidade, onde ficará expresso que não divulgarão nem farão uso de qualquer tipo e por qualquer meio, de toda a informação, produtos, protótipos e documentação técnica a que venham a ter acesso em virtude do vínculo que os liga à Active Space Technologies, salvo se tal seja necessário para o exercício estrito das suas funções na organização.  

A Política de Segurança de Informação da Active Space Technologies tem por objectivo preservar a integridade e confidencialidade das informações da organização, actuando contra a destruição, modificação ou divulgação indevida das informações, quer acidental, quer intencionalmente.  Esta   política aplica-se a todos os colaboradores da presente organização e é obrigatório o seu inteiro conhecimento.

Todos os colaboradores são co-responsáveis pela Segurança da Informação. Na ocorrência de quaisquer incidentes de segurança: indício de fraude, sabotagem, desvio ou falha referentes a informações pertinentes à organização deverão ser notificadas a um superior.

Toda e qualquer informação criada, adquirida ou utilizada pela empresa é considerada propriedade da instituição e o seu manuseio e protecção deve seguir a Política de Classificação da Informação quanto à sua confidencialidade.

Os recursos não devem ser utilizados para constranger, assediar, ofender, caluniar, ameaçar ou causar prejuízos a qualquer pessoa física ou jurídica, nem veicular opiniões político-partidárias.

Qualquer colaborador que viole esta política estará sujeito a uma acção disciplinar conforme as normas da organização e a legislação criminal.

Direito a Despedir um colaborador

A relação da Active Space Technologies com os colaboradores tem por base a vontade e o respeito. Neste sentido, a organização tem direito de pôr termo ao relacionamento com o trabalhador a qualquer momento, sem justa causa, e o trabalhador tem o direito de sair quando quiser.

Termo de Responsabilidade

É ainda solicitado a cada colaborador, aquando da sua admissão na organização, a assinatura de um Termo de Responsabilidade relativo ao enquadramento geral da utilização de software da instituição. 

Pretende-se, assim, garantir que cada colaborador utilize o software de acordo com o disposto na lei, nos contratos de licença e nas directivas internas da organização, abstendo-se de quaisquer práticas que envolvam a sua reprodução ou utilização não autorizadas.

Contactos

Contactos

A divulgação deste Manual do Colaborador não corresponde, por si só, ao fim da sua elaboração. Muito pelo contrário, vivemos num ambiente em constante mudança e, para irmos ao encontro das alterações do meio externo, este documento tem de ser dinâmico e estar em constante actualização e aperfeiçoamento. Para, neste sentido, satisfazer as necessidades de quem o consulta.

Caso lhe surja alguma dúvida ou queira partilhar connosco uma sugestão ou crítica relativamente a este manual, não hesite em fazê-lo. Através do endereço [email protected] poderemos dar-lhe a devida atenção.

Obrigada pela atenção e, mais uma vez, bem-vindo à nossa equipa!

Bibliografia

Bibliografia

Dinheiro vivo, UC e Active Space Technologies desenvolvem veículo autónomo para a indústria 4.0, Virgínia Alves

https://www.dinheirovivo.pt/empresas/uc-e-active-space-technologies-desenvolvem-veiculo-autonomo-para-a-industria-4-0/ Consultado em 10 dezembro de 2016


Dinheiro vivo, Active Space Technologies. Engenharia portuguesa do espaço até à indústria, Ana Rita Guerra

https://www.dinheirovivo.pt/outras/active-space-technologies-engenharia-portuguesa-do-espaco-ate-a-industria/ Consultado em 10 dezembro de 2016


Facebook, Active Space Technologies

https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1122420287816070&id=115784255146350 Consultado em 10 dezembro de 2016


MANUAL DO COLABORADOR

Técnico Lisboa, Manuais, Direção de Recursos Humanos (DRH)

https://drh.tecnico.ulisboa.pt/sobre-a-drh/manual-do-acolhimento/

Consultado em 10 dezembro de 2016


INSTITUTO SUPERIOR TÉCNICO, Manual de Acolhimento, Direção de Recursos Humanos

https://drh.tecnico.ulisboa.pt/files/sites/45/manual-de-acolhimento_v1_2014.pdf

Consultado em 11 dezembro de 2016


NEWSLETTER

Resultados Digitais, 7 dicas para criar uma newsletter de qualidade, André Siqueira

http://resultadosdigitais.com.br/blog/7-dicas-para-criar-uma-newsletter-de-qualidade/

Consultado em 11 dezembro de 2016