Pesquisadores

Irmos melhorando cada vez mais como Desbravadores é a meta que pretendemos alcançar.

Neste site podes encontrar informações sobre as classes progressivas, que pretendes realizar.

1. Crescimento Pessoal

1. Atitudes

Marcos 9:33-35

33 Chegaram a Cafarnaum. E estando ele em casa, perguntou-lhes: Que estáveis discutindo pelo caminho?

34 Mas eles se calaram, porque pelo caminho haviam discutido entre si qual deles era o maior.

35 E ele, sentando-se, chamou os doze e lhes disse: se alguém quiser ser o primeiro, será o derradeiro de todos e o servo de todos.

Aprendi que Deus não tem preferidos, que trata todos por igual. Deu uma lição de humildade aos seus discípulos;Que não me devo achar melhor que ninguém, nem pior… que sempre que tentar ser o maior serei o menor;Não devo olhar para os outros com altivez porque ninguém é maior ou melhor que ninguém. Deus ama a todos de igual maneira.

I Tessalonicenses 5:18

18 Em tudo dai graças; porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco.

Aprendi que:

A vontade de Deus é que sejamos gratos em tudo;Que não me devo andar a queixar e a lamentar mas devo agradecer por tudo o que tenho, porque tudo provém de Deus. Mesmo as coisas negativas que Deus permite que aconteçam podem ser transformadas em bênçãos;Ao invés de me lamentar e deixar que as pessoas me vejam a lamentar devo agradecer e partilhar essa gratidão com quem me rodeia.

Salmos 34

1 Bendirei ao Senhor em todo o tempo; o seu louvor estará continuamente na minha boca.

2 No Senhor se gloria a minha alma; ouçam-no os mansos e se alegrem.

3 Engrandeci ao Senhor comigo, e juntos exaltemos o seu nome.

4 Busquei ao Senhor, e ele me respondeu, e de todos os meus temores me livrou.

5 Olhai para ele, e sede iluminados; e os vossos rostos jamais serão confundidos.

6 Clamou este pobre, e o Senhor o ouviu, e o livrou de todas as suas angústias.

7 O anjo do Senhor acampa-se ao redor dos que o temem, e os livra.

8 Provai, e vede que o Senhor é bom; bem-aventurado o homem que nele se refugia.

9 Temei ao Senhor, vós, seus santos, porque nada falta aos que o temem.

10 Os leõezinhos necessitam e sofrem fome, mas àqueles que buscam ao Senhor, bem algum lhes faltará.

11 Vinde, filhos, ouvi-me; eu vos ensinarei o temor do Senhor.

12 Quem é o homem que deseja a vida, e quer longos dias para ver o bem?

13 Guarda a tua língua do mal, e os teus lábios de falarem dolosamente.

14 Aparta-te do mal, e faze o bem: busca a paz, e segue-a.

15 Os olhos do Senhor estão sobre os justos, e os seus ouvidos atentos ao seu clamor.

16 A face do Senhor está contra os que fazem o mal, para desarraigar da terra a memória deles.

17 Os justos clamam, e o Senhor os ouve, e os livra de todas as suas angústias.

18 Perto está o Senhor dos que têm o coração quebrantado, e salva os contritos de espírito.

19 Muitas são as aflições do justo, mas de todas elas o Senhor o livra.

20 Ele lhe preserva todos os ossos; nem sequer um deles se quebra.

21 A malícia matará o ímpio, e os que odeiam o justo serão condenados.

 22 O Senhor resgata a alma dos seus servos, e nenhum dos que nele se refugiam será condenado.

Aprendi que:

Aprendi que Deus protege os justos e os que confiam em Deus são abençoados, porém a face de Deus está contra os que fazem o mal. Deus tem um especial cuidado por quem sofre e Ele está sempre pertinho de nós quando estamos em aflição. Deus promete “Provai e vede que o Senhor é bom, bem-aventurado o homem que nEle confia. V8”.Tenho que depositar os meus medos e as minhas lutas aos pés do Salvador e confiar que Ele tudo fará. Por vezes não confio em Deus o suficiente e tento resolver as coisas por mim mesma e normalmente isso dá asneira. Mas a promessa é real, só temos que nos achegar a Deus: “10 Os leõezinhos necessitam e sofrem fome, mas àqueles que buscam ao Senhor, bem algum lhes faltará.”Antes de entrar em desespero tenho que procurar Deus e Ele ajudar-me-á a ver as coisas com outros olhos e a encontrar soluções. Deus é bom, Deus é justo, Deus quer cuidar de mim… tenho que aprender a me dar e a deixar os meus problemas, as minhas derrotas e as minhas vitórias nas mãos de quem tão bem me conhece.

Efésios 3

1 Por esta razão eu, Paulo, o prisioneiro de Cristo Jesus por amor de vós gentios…

2 Se é que tendes ouvido a dispensação da graça de Deus, que para convosco me foi dada; 3 como pela revelação me foi manifestado o mistério, conforme acima em poucas palavras vos escrevi, 4 pelo que, quando ledes, podeis perceber a minha compreensão do mistério de Cristo, 5 o qual em outras gerações não foi manifestado aos filhos dos homens, como se revelou agora no Espírito aos seus santos apóstolos e profetas, 6 a saber, que os gentios são co-herdeiros e membros do mesmo corpo e coparticipantes da promessa em Cristo Jesus por meio do evangelho; 7 do qual fui feito ministro, segundo o dom da graça de Deus, que me foi dada conforme a operação do seu poder.

8 A mim, o mínimo de todos os santos, me foi dada esta graça de anunciar aos gentios as riquezas inescrutáveis de Cristo, 9 e demonstrar a todos qual seja a dispensação do mistério que desde os séculos esteve oculto em Deus, que tudo criou, 10 para que agora seja manifestada, por meio da igreja, aos principados e potestades nas regiões celestes, 11 segundo o eterno propósito que fez em Cristo Jesus nosso Senhor, 12 no qual temos ousadia e acesso em confiança, pela nossa fé nele.

13 Portanto vos peço que não desfaleçais diante das minhas tribulações por vós, as quais são a vossa glória.

14 Por esta razão dobro os meus joelhos perante o Pai, 15 do qual toda família nos céus e na terra toma o nome, 16 para que, segundo as riquezas da sua glória, vos conceda que sejais robustecidos com poder pelo seu Espírito no homem interior; 17 que Cristo habite pela fé nos vossos corações, a fim de que, estando arraigados e fundados em amor, 18 possais compreender, com todos os santos, qual seja a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade, 19 e conhecer o amor de Cristo, que excede todo o entendimento, para que sejais cheios até a inteira plenitude de Deus.

 20 Ora, àquele que é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera, 21 a esse seja glória na igreja e em Cristo Jesus, por todas as gerações, para todo o sempre. Amém.

Aprendi que

Que Deus tanto pretende salvar gentios como não gentios. Que a salvação está disponível para todos, Deus não aceção de pessoas.Que não devemos desanimar perante os problemas nem deixar de orar; Que não devo fazer distinção de pessoas, todos nós somos herdeiros do céu;.Falar de Deus a toda a gente; Não desanimar; Orar.

Tiago 2

1 Meus irmãos, não tenhais a fé em nosso Senhor Jesus Cristo, Senhor da glória, em aceção de pessoas.

2 Porque, se entrar na vossa reunião algum homem com anel de ouro no dedo e com traje esplêndido, e entrar também algum pobre com traje sórdido.

3 e atentardes para o que vem com traje esplêndido e lhe disserdes: Senta-te aqui num lugar de honra; e disserdes ao pobre: Fica em pé, ou senta-te abaixo do escabelo dos meus pés,

4 não fazeis, porventura, distinção entre vós mesmos e não vos tornais juízes movidos de maus pensamentos?

5 Ouvi, meus amados irmãos. Não escolheu Deus os que são pobres quanto ao mundo para fazê-los ricos na fé e herdeiros do reino que prometeu aos que o amam?

6 Mas vós desonrastes o pobre. Porventura não são os ricos os que vos oprimem e os que vos arrastam aos tribunais?

7 Não blasfemam eles o bom nome pelo qual sois chamados?

8 Todavia, se estais cumprindo a lei real segundo a escritura: Amarás ao teu próximo como a ti mesmo, fazeis bem.

9 Mas se fazeis aceção de pessoas, cometeis pecado, sendo por isso condenados pela lei como transgressores.

10 Pois qualquer que guardar toda a lei, mas tropeçar em um só ponto, tem-se tornado culpado de todos.

11 Porque o mesmo que disse: Não adulterarás, também disse: Não matarás. Ora, se não cometes adultério, mas és homicida, te hás tornado transgressor da lei.

12 Falai de tal maneira e de tal maneira procedei, como havendo de ser julgados pela lei da liberdade.

13 Porque o juízo será sem misericórdia para aquele que não usou de misericórdia; a misericórdia triunfa sobre o juízo.

14 Que proveito há, meus irmãos se alguém disser que tem fé e não tiver obras? Porventura essa fé pode salvá-lo?

15 Se um irmão ou uma irmã estiverem nus e tiverem falta de mantimento cotidiano.

16 e algum de vós lhes disser: Ide em paz, aquentai-vos e fartai-vos; e não lhes derdes as coisas necessárias para o corpo, que proveito há nisso?

17 Assim também a fé, se não tiver obras, é morta em si mesma.

18 Mas dirá alguém: Tu tens fé, e eu tenho obras; mostra-me a tua fé sem as obras, e eu te mostrarei a minha fé pelas minhas obras.

19 Crês tu que Deus é um só? Fazes bem; os demônios também o creem, e estremecem.

20 Mas queres saber, ó homem vão, que a fé sem as obras é estéril?

21 Porventura não foi pelas obras que nosso pai Abraão foi justificado quando ofereceu sobre o altar seu filho Isaque?

22 Vês que a fé cooperou com as suas obras, e que pelas obras a fé foi aperfeiçoada;

23 e se cumpriu a escritura que diz: E creu Abraão a Deus, e isso lhe foi imputado como justiça, e foi chamado amigo de Deus.

24 Vedes então que é pelas obras que o homem é justificado, e não somente pela fé.

25 E de igual modo não foi a meretriz Raabe também justificada pelas obras, quando acolheu os espias, e os fez sair por outro caminho?

26 Porque, assim como o corpo sem o espírito está morto, assim também a fé sem obras é morta.

Aprendi que

Que Deus tanto ama o pobre como o rico, não faz distinção; Que a lei é santa e deve ser observada na sua totalidade; que as obras são uma consequência do exercitar da fé.2 e 3. .Que devo amar a todos, seja rico ou pobre; que não devo observar alguns mandamentos em detrimento de outros porque toda a lei é santa; que devo exercitar através das obras.

2. Compromisso

Isaías 40

1 Consolai, consolai o meu povo, diz o vosso Deus.

2 Falai benignamente a Jerusalém, e bradai-lhe que já a sua malícia é acabada, que a sua iniqüidade está expiada e que já recebeu em dobro da mão do Senhor, por todos os seus pecados.

3 Eis a voz do que clama: Preparai no deserto o caminho do Senhor; endireitai no ermo uma estrada para o nosso Deus.

4 Todo vale será levantado, e será abatido todo monte e todo outeiro; e o terreno acidentado será nivelado, e o que é escabroso, aplanado.

5 A glória do Senhor se revelará; e toda a carne juntamente a verá; pois a boca do Senhor o disse.

6 Uma voz diz: Clama. Respondi eu: Que hei de clamar? Toda a carne é erva, e toda a sua beleza como a flor do campo.

7 Seca-se a erva, e murcha a flor, soprando nelas o hálito do Senhor. Na verdade o povo é erva.

8 Seca-se a erva, e murcha a flor; mas a palavra de nosso Deus subsiste eternamente.

9 Tu, anunciador de boas-novas a Sião, sobe a um monte alto. Tu, anunciador de boas-novas a Jerusalém, levanta a tua voz fortemente; levanta-a, não temas, e dize às cidades de Judá: Eis aqui está o vosso Deus.

10 Eis que o Senhor Deus virá com poder, e o seu braço dominará por ele; eis que o seu galardão está com ele, e a sua recompensa diante dele.

11 Como pastor ele apascentará o seu rebanho; entre os seus braços recolherá os cordeirinhos, e os levará no seu regaço; as que amamentam, ele as guiará mansamente.

12 Quem mediu com o seu punho as águas, e tomou a medida dos céus aos palmos, e recolheu numa medida o pó da terra e pesou os montes com pesos e os outeiros em balanças,

13 Quem guiou o Espírito do Senhor, ou, como seu conselheiro o ensinou?

14 Com quem tomou ele conselho, para que lhe desse entendimento, e quem lhe mostrou a vereda do juízo? quem lhe ensinou conhecimento, e lhe mostrou o caminho de entendimento?

15 Eis que as nações são consideradas por ele como a gota dum balde, e como o pó miúdo das balanças; eis que ele levanta as ilhas como a uma coisa pequeníssima.

16 Nem todo o Líbano basta para o fogo, nem os seus animais bastam para um holocausto.

17 Todas as nações são como nada perante ele; são por ele reputadas menos do que nada, e como coisa vã.

18 A quem, pois, podeis assemelhar a Deus? ou que figura podeis comparar a ele?

19 Quanto ao ídolo, o artífice o funde, e o ourives o cobre de ouro, e forja cadeias de prata para ele.

20 O empobrecido, que não pode oferecer tanto, escolhe madeira que não apodrece; procura para si um artífice perito, para gravar uma imagem que não se pode mover.

21 Porventura não sabeis? porventura não ouvis? ou desde o princípio não se vos notificou isso mesmo? ou não tendes entendido desde a fundação da terra?

22 E ele o que está assentado sobre o círculo da terra, cujos moradores são para ele como gafanhotos; é ele o que estende os céus como cortina, e o desenrola como tenda para nela habitar.

23 E ele o que reduz a nada os príncipes, e torna em coisa vã os juízes da terra.

24 Na verdade, mal se tem plantado, mal se tem semeado e mal se tem arraigado na terra o seu tronco, quando ele sopra sobre eles, e secam-se, e a tempestade os leva como à pragana.

25 A quem, pois, me comparareis, para que eu lhe seja semelhante? diz o Santo.

26 Levantai ao alto os vossos olhos, e vede: quem criou estas coisas? Foi aquele que faz sair o exército delas segundo o seu número; ele as chama a todas pelos seus nomes; por ser ele grande em força, e forte em poder, nenhuma faltará.

27 Por que dizes, ó Jacó, e falas, ó Israel: O meu caminho está escondido ao Senhor, e o meu juízo passa despercebido ao meu Deus?

28 Não sabes, não ouviste que o eterno Deus, o Senhor, o Criador dos confins da terra, não se cansa nem se fatiga? E inescrutável o seu entendimento.

29 Ele dá força ao cansado, e aumenta as forças ao que não tem nenhum vigor.

30 Os jovens se cansarão e se fatigarão, e os mancebos cairão,

31 mas os que esperam no Senhor renovarão as suas forças; subirão com asas como águias; correrão, e não se cansarão; andarão, e não se fatigarão.

Aprendi que

Aprendi que Deus nunca nos abandona e sempre nos dá forças para enfrentarmos qualquer situação. Só Deus conhece o fim desde o principio e só Ele sabe os desígnios da nossa vida e um dia vamos entende o porquê de todas as dificuldades que passámos. E vamos ver que em todos os momentos, mas especialmente nesses, Deus nunca nos abandonou e que foi graças a Ele que conseguimos vencer.Sobre mim, por mais difícil que sejam os momentos que passo eu sou mais forte do que penso. Sem Deus não valho nada, mas com Ele tenho a força de vários exércitos, afinal se Deus é por mim quem será contra mim. E às vezes é necessário passar por momentos menos positivos para valorizar o que temos e nos aproximarmos de Deus.A aplicação diária é nunca me esquecer de que não estou só. Não existe nada que me possa separar do amor de Deus, a não ser a minha vontade. Em todas as coisas devo levar a minha vida a Deus, nos momentos bons e em especial nos momentos menos bons.

Génesis 17

A aliança e a circuncisão

1 Quando Abrão tinha noventa e nove anos, o Senhor Deus apareceu a ele e disse:

— Eu sou o Deus Todo-Poderoso. Viva uma vida de comunhão comigo e seja obediente a mim em tudo. 

2 Eu farei a minha aliança com você e lhe darei muitos descendentes.

3 Então Abrão se ajoelhou, encostou o rosto no chão, e Deus lhe disse:

4— Eu faço com você esta aliança: prometo que você será o pai de muitas nações. 5 Daqui em diante o seu nome será Abraão e não Abrão , pois eu vou fazer com que você seja pai de muitas nações. 

6 Farei com que os seus descendentes sejam muito numerosos, e alguns deles serão reis. 7 A aliança que estou fazendo para sempre com você e com os seus descendentes é a seguinte: eu serei para sempre o Deus de você e o Deus dos seus descendentes.  8 Darei a você e a eles a terra onde você está morando como estrangeiro. Toda a terra de Canaã será para sempre dos seus descendentes, e eu serei o Deus deles.

9 Deus continuou:

— Você, Abraão, será fiel à minha aliança, você e os seus descendentes, para sempre. 10 Pela aliança que estou fazendo com você e com os seus descendentes, todos os homens entre vocês deverão ser circuncidados. 11 A circuncisão servirá como sinal da aliança que há entre mim e vocês. 12 De hoje em diante vocês circuncidarão todos os meninos oito dias depois de nascidos, e também os escravos que nascerem nas casas de vocês, e os que forem comprados de estrangeiros. 13 Tanto uns como outros deverão ser circuncidados, sem falta. Esse será um sinal que vai ficar no seu corpo para mostrar que a minha aliança com vocês é para sempre. 14 Quem não for circuncidado não poderá morar no meio de vocês, pois não respeitou a minha aliança.

15 Depois Deus disse a Abraão:

— De hoje em diante não chame mais a sua mulher de Sarai, mas de Sara . 16 Eu a abençoarei e darei a você um filho, que nascerá dela. Sim, eu a abençoarei, e ela será mãe de nações; e haverá reis entre os seus descendentes.

17 Abraão se ajoelhou, encostou o rosto no chão e começou a rir ao pensar assim: “Por acaso um homem de cem anos pode ser pai? E será que Sara, com os seus noventa anos, poderá ter um filho?” 18 Então Abraão disse a Deus o seguinte:

— Quem dera que Ismael vivesse abençoado por ti!

19 Mas Deus respondeu:

— O que eu disse foi que Sara, a sua mulher, lhe dará um filho. E você o chamará de Isaque . Eu manterei a minha aliança com ele e com os seus descendentes, para sempre. 20 Também ouvi o seu pedido a respeito de Ismael; e eu o abençoarei e lhe darei muitos filhos e muitos descendentes. Ele será pai de doze príncipes, e eu farei com que os descendentes dele sejam uma grande nação. 21 Mas a minha aliança eu manterei com Isaque, o seu filho, que Sara dará à luz nesta mesma época, no ano que vem.

22 Quando acabou de falar com Abraão, Deus subiu e o deixou. 23 Naquele mesmo dia Abraão fez como Deus havia mandado. Ele circuncidou o seu filho Ismael e todos os outros homens da sua casa, incluindo os escravos nascidos na sua casa e os que tinham sido comprados de estrangeiros. 24 Abraão tinha noventa e nove anos quando foi circuncidado, 25 e o seu filho Ismael tinha treze. 26 Os dois foram circuncidados no mesmo dia. 27 E foram circuncidados também todos os escravos de Abraão, tanto os nascidos na sua casa como os que tinham sido comprados de estrangeiros.

Aprendi que Deus é um Deus que cumpre as suas promessas sempre e que é fiel para com quem o ama e o segue. Deus fez a Abraão uma promessa e apesar de todos os caminhos alternativos que tomou Deus foi fiel na sua promessa.Relativamente à aplicação pessoal, Deus quer dar-me as Suas promessas as Suas bênçãos e eu apenas tenho que acreditar. Apenas tenho que O seguir. Deus é fiel comigo como o foi com Abraão. Só tenho que levar até Ele as minhas orações, o meu ser e Ele tudo fará. Posso confiar plenamente em Deus, mesmo quando tudo falha, porque Ele é fiel.A última questão, como posso aplicar no meu dia-a-dia está relacionada com o que aprendi sobre mim próprio. Tenho que confiar plenamente em Deus, tenho que me educar nesse sentido.

Provérbios 4

1 Ouvi, filhos, a instrução do pai, e estai atentos para conhecerdes a prudência.

2 Pois dou-vos boa doutrina; não deixeis a minha lei.

3 Porque eu era filho tenro na companhia de meu pai, e único diante de minha mãe.

4 E ele me ensinava e me dizia: Retenha o teu coração as minhas palavras; guarda os meus mandamentos, e vive.

5 Adquire sabedoria, adquire inteligência, e não te esqueças nem te apartes das palavras da minha boca.

6 Não a abandones e ela te guardará; ama-a, e ela te protegerá.

7 A sabedoria é a coisa principal; adquire, pois, a sabedoria, emprega tudo o que possuis na aquisição de entendimento.

8 Exalta-a, e ela te exaltará; e, abraçando-a tu, ela te honrará.

9 Dará à tua cabeça um diadema de graça e uma coroa de glória te entregará.

10 Ouve, filho meu, e aceita as minhas palavras, e se multiplicarão os anos da tua vida.

11 No caminho da sabedoria te ensinei, e por veredas de retidão te fiz andar.

12 Por elas andando, não se embaraçarão os teus passos; e se correres não tropeçarás.

13 Apega-te à instrução e não a largues; guarda-a, porque ela é a tua vida.

14 Não entres pela vereda dos ímpios, nem andes no caminho dos maus.

15 Evita-o; não passes por ele; desvia-te dele e passa de largo.

16 Pois não dormem, se não fizerem mal, e foge deles o sono se não fizerem alguém tropeçar.

17 Porque comem o pão da impiedade, e bebem o vinho da violência.

18 Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.

19 O caminho dos ímpios é como a escuridão; nem sabem em que tropeçam.

20 Filho meu, atenta para as minhas palavras; às minhas razões inclina o teu ouvido.

21 Não as deixes apartar-se dos teus olhos; guarda-as no íntimo do teu coração.

22 Porque são vida para os que as acham, e saúde para todo o seu corpo.

23 Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem as fontes da vida.

24 Desvia de ti a falsidade da boca, e afasta de ti a perversidade dos lábios.

25 Os teus olhos olhem para a frente, e as tuas pálpebras olhem direto diante de ti.

26 Pondera a vereda de teus pés, e todos os teus caminhos sejam bem ordenados!

27 Não declines nem para a direita nem para a esquerda; retira o teu pé do mal.

A verdadeira sabedoria vem de Deus que a dá livremente a quem quiser aceitar. Deus deixou-nos um manual de sabedoria, que é a Bíblia, e devemos aprender dele todos os dias. Só assim poderemos discernir o que é certo do que é errado, o que é o mais adequado para nós.Sem essa sabedoria que vem de Deus todo o meu conhecimento é vão porque se prende com coisas deste mundo e as minhas decisões, a minha vida é influenciada por esse conhecimento. Mas quando eu ouço a palavra de Deus tudo se torna mais claro e a minha vida passa a ser vista com outros olhos e a minha capacidade para lidar com os problemas altera.Para ter acesso a este conhecimento que Deus me quer dar apenas tenho que aceitar. Aceitar que Deus sabe mais do que eu e que Ele, na sua imensa sabedoria, sabe o que é melhor para mim. Porém este conhecimento não é algo estanque ou sem qualquer ação da minha parte, eu tenho que ter tempo para adquirir sabedoria e esse tempo passa por eu parar as minhas coisas e estudar a palavra de Deus. Estudar, não ler.

Lucas 9

A missão dos doze apóstolos

1 Jesus chamou os doze discípulos e lhes deu poder e autoridade para expulsar todos os demônios e curar doenças. 2 Então os enviou para anunciarem o Reino de Deus e curarem os doentes. 3 Ele disse:

— Nesta viagem não levem nada: nem bengala para se apoiar, nem sacola, nem comida, nem dinheiro, nem mesmo uma túnica a mais. 4 Quando vocês entrarem numa cidade, fiquem na casa em que forem recebidos até irem embora daquele lugar. 5 Mas, se forem mal recebidos, saiam logo daquela cidade. E na saída sacudam o pó das suas sandálias, como sinal de protesto contra aquela gente.

6 Os discípulos então saíram de viagem e andaram por todos os povoados, anunciando o evangelho e curando doentes por toda parte.

A dúvida de Herodes

7 Herodes, o governador da Galileia, ouviu falar de tudo o que estava acontecendo e ficou sem saber o que pensar. Pois alguns diziam que João Batista tinha sido ressuscitado, 8outros diziam que Elias tinha aparecido, e outros ainda que um dos antigos profetas havia ressuscitado. 9Mas Herodes disse:

— Eu mesmo mandei cortar a cabeça de João. Quem será então esse homem de quem ouço falar essas coisas?

E Herodes procurava ver Jesus.

Jesus alimenta uma multidão

10 Os apóstolos voltaram e contaram a Jesus tudo o que haviam feito. Então ele os levou consigo, e foram sozinhos para o povoado de Betsaida. 11Mas as multidões souberam disso e o seguiram. E Jesus os recebeu, falou a respeito do Reino de Deus e curou os que precisavam ser curados.

12 Estava anoitecendo, e por isso os doze apóstolos foram e disseram a Jesus: — Mande esta gente embora. Eles podem ir aos povoados e sítios que ficam por perto daqui e lá encontrarão o que comer e onde ficar, pois este lugar é deserto.

13 Mas Jesus respondeu: — Deem vocês mesmos comida a eles. Os discípulos disseram: — Só temos cinco pães e dois peixes. O senhor quer que a gente vá comprar comida para toda esta multidão?

14 Estavam ali mais ou menos cinco mil homens. Jesus ordenou aos seus discípulos: — Mandem o povo sentar-se em grupos de mais ou menos cinquenta pessoas.

15 Os discípulos obedeceram e mandaram que todos se sentassem. 16Aí Jesus pegou os cinco pães e os dois peixes, olhou para o céu e deu graças a Deus por eles. Depois partiu os pães e os peixes e os entregou aos discípulos para que eles distribuíssem ao povo. 17Todos comeram e ficaram satisfeitos, e os discípulos ainda encheram doze cestos com os pedaços que sobraram.

A afirmação de Pedro

18 Certa vez Jesus estava sozinho, orando, e os discípulos chegaram perto dele. Então ele perguntou: — Quem o povo diz que eu sou?

19 Eles responderam: — Alguns dizem que o senhor é João Batista; outros, que é Elias; e outros, que é um dos profetas antigos que ressuscitou.

20 — E vocês? Quem vocês dizem que eu sou? — perguntou Jesus. Pedro respondeu: — O Messias que Deus enviou.

Jesus fala da sua morte e da sua ressurreição

21 Então Jesus proibiu os discípulos de contarem isso a qualquer pessoa.

22 E continuou: — O Filho do Homem terá de sofrer muito. Ele será rejeitado pelos líderes judeus, pelos chefes dos sacerdotes e pelos mestres da Lei. Será morto e, no terceiro dia, será ressuscitado.

23 Depois disse a todos: — Se alguém quer ser meu seguidor, que esqueça os seus próprios interesses, esteja pronto cada dia para morrer como eu vou morrer e me acompanhe. 24 Pois quem põe os seus próprios interesses em primeiro lugar nunca terá a vida verdadeira; mas quem esquece a si mesmo por minha causa terá a vida verdadeira. 25 O que adianta alguém ganhar o mundo inteiro, mas perder a vida verdadeira e ser destruído? 26 Pois, se alguém tiver vergonha de mim e do meu ensinamento, então o Filho do Homem também terá vergonha dessa pessoa, quando ele vier na sua glória e na glória do Pai e dos santos anjos. 27 Eu afirmo a vocês que estão aqui algumas pessoas que não morrerão antes de ver o Reino de Deus.

Jesus, Moisés e Elias

28 Mais ou menos uma semana depois de ter dito essas coisas, Jesus levou Pedro, João e Tiago e subiu o monte para orar. 29 Enquanto orava, o seu rosto mudou de aparência, e a sua roupa ficou muito branca e brilhante. 30 De repente, dois homens apareceram ali e começaram a falar com ele. Eram Moisés e Elias, 31 que estavam cercados por um brilho celestial. Eles falavam com Jesus a respeito da morte que, de acordo com a vontade de Deus, ele ia sofrer em Jerusalém. 32 Pedro e os seus companheiros estavam dormindo profundamente, mas acordaram e viram a glória de Jesus e os dois homens que estavam com ele. 33 Quando esses dois homens estavam se afastando de Jesus, Pedro disse:

— Mestre, como é bom estarmos aqui! Vamos armar três barracas: uma para o senhor, outra para Moisés e outra para Elias.

Pedro não sabia o que estava dizendo. 34 Ele ainda estava falando, quando apareceu uma nuvem e os cobriu. Os discípulos ficaram com medo quando a nuvem desceu sobre eles. 35 E da nuvem veio uma voz, que disse:

— Este é o meu Filho, o meu escolhido. Escutem o que ele diz!

36 Quando a voz parou, eles viram que Jesus estava sozinho. Os discípulos ficaram calados e naquela ocasião não disseram nada a ninguém sobre o que tinham visto.

A cura de um menino

37 No dia seguinte eles desceram do monte, e uma grande multidão veio se encontrar com Jesus. 

38 Aí um homem que estava no meio do povo começou a gritar: — Mestre, peço ao senhor pelo meu filho, o meu único filho! 39 Um espírito mau o agarra, e, de repente, o menino dá um grito e começa a ter convulsões e a espumar pela boca. O espírito o maltrata e não o solta de jeito nenhum. 

40 Já pedi aos discípulos do senhor que expulsassem o espírito mau, mas eles não conseguiram.

41 Jesus respondeu: — Gente má e sem fé! Até quando ficarei com vocês? Até quando terei de aguentá-los?

Então disse ao homem: — Traga o seu filho aqui.

42 Quando o menino estava chegando, teve um ataque, e o demônio o jogou no chão. Então Jesus deu uma ordem ao espírito mau, curou o menino e o entregou ao pai. 43E todos ficaram admirados com o grande poder de Deus.

Jesus fala outra vez da sua morte

Todos estavam admirados com o que Jesus fazia, e ele disse aos discípulos:

44 — Não esqueçam o que vou dizer a vocês: o Filho do Homem será entregue nas mãos dos homens.

45 Mas eles não entenderam isso, pois o que essas palavras queriam dizer tinha sido escondido deles para que não as entendessem. E eles estavam com medo de fazer perguntas a Jesus sobre o assunto.

Quem é o mais importante

46 Os discípulos começaram a conversar sobre qual deles era o mais importante. 47 Mas Jesus sabia o que eles estavam pensando. Então pegou uma criança e a pôs ao seu lado. 48 Aí disse:

— Aquele que, por ser meu seguidor, receber esta criança estará recebendo a mim; e quem me receber estará recebendo aquele que me enviou. Pois aquele que é o mais humilde entre vocês, esse é que é o mais importante.

Quem não é contra vocês é a favor de vocês

49 João disse: — Mestre, vimos um homem que expulsa demônios pelo poder do nome do senhor, mas nós o proibimos de fazer isso porque ele não é do nosso grupo.

50 Então Jesus disse a João e aos outros discípulos: — Não o proíbam, pois quem não é contra vocês é a favor de vocês.

Os samaritanos não recebem Jesus

51 Como estava chegando o tempo de Jesus ir para o céu, ele resolveu ir para Jerusalém. 52 Então mandou que alguns mensageiros fossem na frente. No caminho eles entraram em um povoado da região de Samaria a fim de prepararem um lugar para ele. 53 Mas os moradores dali não quiseram receber Jesus porque viram que ele estava indo para Jerusalém. 54 Quando os seus discípulos Tiago e João viram isso, disseram:

— O senhor quer que a gente mande descer fogo do céu para acabar com estas pessoas?

55 Porém Jesus, virando-se para eles, os repreendeu. 56Então ele e os seus discípulos foram para outro povoado.

Algumas pessoas que queriam seguir Jesus

57 Quando Jesus e os discípulos iam pelo caminho, um homem disse a Jesus: — Eu estou pronto a seguir o senhor para qualquer lugar onde o senhor for.

58 Então Jesus disse: — As raposas têm as suas covas, e os pássaros, os seus ninhos. Mas o Filho do Homem não tem onde descansar.

59 Aí ele disse para outro homem: — Venha comigo.

Mas ele respondeu: — Senhor, primeiro deixe que eu volte e sepulte o meu pai.

60 Jesus disse: — Deixe que os mortos sepultem os seus mortos. Mas você vá e anuncie o Reino de Deus.

61 Outro homem disse: — Eu seguirei o senhor, mas primeiro deixe que eu vá me despedir da minha família.

62 Jesus respondeu: — Quem começa a arar a terra e olha para trás não serve para o Reino de Deus.

Jesus todo o tempo que viveu neste mundo viveu para servir o Homem, para que este tivesse as suas necessidades supridas. Estas necessidades prendiam-se essencialmente com a fome espiritual de cada um e que Jesus conhecia muito bem. Porém Jesus primeiro tinha o cuidado de suprimir também as suas necessidades de comida.Que através das histórias de Jesus eu posso ver que Ele atuava de diversas formas com o objetivo de chegar ao coração de cada um, e Jesus conhecia muito bem todos os corações. Jesus também conhece o meu coração, as minhas necessidades e como sou frágil. Ele deseja suprimir as minhas falhas e nutrir-me com o Seu amor, mas Ele não obriga.Ler a Bíblia, passar tempo com qualidade com Deus vai-me ajudar a crescer espiritualmente. Em cada história deste capítulo há uma parte na qual me identifico e se Jesus arranjou a solução para eles também vai arranjar para mim.

3. Fé

Judas 1

Saudação

1 Eu, Judas, servo de Jesus Cristo e irmão de Tiago , escrevo esta carta aos que foram chamados, isto é, aqueles a quem Deus, o Pai, ama e a quem Jesus Cristo protege.

2 Que vocês tenham mais e mais a misericórdia, a paz e o amor de Deus!

Os falsos mestres

3 Meus queridos amigos, eu estava fazendo todo o possível para escrever a vocês a respeito da salvação que temos em comum. Então senti que era necessário escrever agora para animá-los a combater a favor da fé que, uma vez por todas, Deus deu ao seu povo. 4 Pois alguns homens que não temem a Deus entraram no meio da nossa gente sem serem notados. Eles torcem a mensagem a respeito da graça do nosso Deus a fim de arranjar uma desculpa para a sua vida imoral. E também rejeitam Jesus Cristo, o nosso único Mestre e Senhor. Há muito tempo que as Escrituras Sagradas anunciaram a condenação que eles já receberam.

5 Embora vocês conheçam tudo isso, quero lembrar que o Senhor salvou o povo de Israel, tirando-o da terra do Egito, mas depois destruiu aqueles que não creram. 6 Lembrem dos anjos que não ficaram dentro dos limites da sua própria autoridade, mas abandonaram o lugar onde moravam. Eles estão amarrados com correntes eternas, lá em baixo na escuridão, onde Deus os está guardando para aquele grande dia em que serão condenados. 7 Lembrem dos moradores de Sodoma, de Gomorra e das cidades vizinhas, que agiram como aqueles anjos e cometeram imoralidades e pecados sexuais. Eles sofreram o castigo do fogo eterno, o que é um aviso claro para todos.

8 Do mesmo modo esses homens têm visões que os fazem pecar contra o próprio corpo deles. Desprezam a autoridade de Deus e insultam os gloriosos seres celestiais. 9 Nem mesmo o Arcanjo Miguel fez isso. Na discussão que teve com o Diabo, para decidir quem ia ficar com o corpo de Moisés, Miguel não se atreveu a condenar o Diabo com insultos, mas apenas disse: “Que o Senhor repreenda você!” 10 Mas esses homens xingam aquilo que não entendem. E as coisas que eles conhecem por instinto, como os animais selvagens, são estas que os destroem. 11 Ai deles! Seguem o mesmo caminho de Caim. Por causa de dinheiro, eles se entregam ao mesmo erro de Balaão. E, como Corá se revoltou e foi destruído, eles também se revoltam e serão destruídos.

12 Com as suas vergonhosas bebedeiras, eles são como manchas de sujeira nas refeições de amizade que vocês realizam. Eles cuidam somente de si mesmos. São como nuvens levadas pelo vento, que não trazem nenhuma chuva; são como árvores que, mesmo no outono, não produzem nenhuma fruta; são como árvores que foram arrancadas pela raiz e estão completamente mortas. 

13 Eles são como as ondas bravas do mar, jogando para cima a espuma das suas ações vergonhosas; são como estrelas sem rumo, para as quais Deus reservou, para sempre, um lugar na mais profunda escuridão.

14 Foi Enoque, da sétima geração a partir de Adão, quem há muito tempo profetizou isto a respeito deles: “Olhem! O Senhor virá com muitos milhares dos seus anjos 15 para julgar todos. Ele virá a fim de condenar todos os que não querem saber de Deus, por causa de todas as más ações que praticaram e por causa de todas as palavras terríveis que esses pecadores incrédulos disseram contra Deus!”

16 Esses homens estão sempre resmungando e acusando os outros. Eles seguem os seus próprios maus desejos, vivem se gabando e bajulam os outros porque são interesseiros.

Avisos e conselhos

17 Mas vocês, meus amigos, lembrem do que foi profetizado pelos apóstolos do nosso Senhor Jesus Cristo. 18 Eles disseram a vocês: “Quando chegarem os últimos tempos, aparecerão pessoas que vão zombar de vocês, pessoas que não querem saber de Deus e seguem os seus próprios desejos.”

19 São essas pessoas que causam divisões, pois são dominadas pelos seus desejos naturais e não têm o Espírito de Deus. 20 Porém vocês, meus amigos, continuem a progredir na sua fé, que é a fé mais sagrada que existe. Orem guiados pelo Espírito Santo. 21 E continuem vivendo no amor de Deus, esperando que o nosso Senhor Jesus Cristo, na sua misericórdia, dê a vocês a vida eterna.

22 Tenham misericórdia dos que têm dúvidas; 23 salvem outros, tirando-os do fogo; e para com outros mostrem misericórdia com medo, odiando até as roupas deles, manchadas pelos seus desejos pecaminosos.

Oração de louvor

24 Deus pode evitar que vocês caiam e pode apresentá-los sem defeito e cheios de alegria na sua gloriosa presença. 25 Por meio de Jesus Cristo, o nosso Senhor, louvemos o único Deus, o nosso Salvador, a quem pertencem a glória, a grandeza, o poder e a autoridade, desde todos os tempos, agora e para sempre! Amém!

Deus deixou-nos um livro cheio de avisos, alertas sobre como seríamos tentados e poderíamos ficar desanimados mas também nos disse para não perdermos a fé, porque um dia tudo acabará e Jesus virá. Tem um cuido extremo com todos os seus filhos, não só com os que já O conhecem mas também com quem ainda não O conhece ou tem dúvidas. Apesar de todas as provações não devo perder a fé, é apenas uma passagem. Algo bem melhor está guardado para mim, só tenho que manter o foco.

Romanos 14

Não julgue os seus irmãos na fé

1 Aceitem entre vocês quem é fraco na fé sem criticar as opiniões dessa pessoa. 2 Por exemplo, algumas pessoas creem que podem comer de tudo, mas quem é fraco na fé come somente verduras e legumes. 3 Quem come de tudo não deve desprezar quem não faz isso, e quem só come verduras e legumes não deve condenar quem come de tudo, pois Deus o aceitou. 4 Quem é você para julgar o escravo de alguém? Se ele vai vencer ou fracassar, isso é da conta do dono dele. E ele vai vencer porque o Senhor pode fazê-lo vencer.

5 Algumas pessoas pensam que certos dias são mais importantes do que outros, enquanto que outras pessoas pensam que todos os dias são iguais. Cada um deve estar bem firme nas suas opiniões. 6 Quem dá mais valor a certo dia faz isso para honrar o Senhor. E também quem come de tudo faz isso para honrar o Senhor, pois agradece a Deus o alimento. E quem evita comer certas coisas faz isso para honrar o Senhor e dá graças a Deus. 7 Porque nenhum de nós vive para si mesmo e nenhum de nós morre para si mesmo. 8 Se vivemos, é para o Senhor que vivemos; e, se morremos, também é para o Senhor que morremos. Assim, tanto se vivemos como se morremos, somos do Senhor. 9 Pois Cristo morreu e viveu de novo para ser o senhor tanto dos mortos como dos vivos.

10 Portanto, porque é que você, que só come verduras e legumes, condena o seu irmão? E, você, que come de tudo, por que despreza o seu irmão? Pois todos nós estaremos diante de Deus para sermos julgados por ele.

11 É isto o que as Escrituras Sagradas dizem: “Juro pela minha vida, diz o Senhor, que todos se ajoelharão diante de mim e todos afirmarão que eu sou Deus.”

12 Assim, cada um de nós prestará contas de si mesmo a Deus.

Não faça os seus irmãos caírem

13 Por isso paremos de criticar uns aos outros. Pelo contrário, cada um de vocês resolva não fazer nada que leve o seu irmão a tropeçar ou cair em pecado. 14 Por estar unido com o Senhor Jesus, eu estou convencido de que nada é impuro em si mesmo. Mas, se alguém pensa que alguma coisa é impura, então ela fica impura para ele. 15 Se você faz com que um irmão fique triste por causa do que você come, então você não está agindo com amor. Não deixe que a pessoa por quem Cristo morreu se perca por causa da comida que você come. 16 Não deem motivo para os outros falarem mal daquilo que vocês acham bom. 17 Pois o Reino de Deus não é uma questão de comida ou de bebida, mas de viver corretamente, em paz e com a alegria que o Espírito Santo dá. 18E quem serve a Cristo dessa maneira agrada a Deus e é aprovado por todos.

19 Por isso procuremos sempre as coisas que trazem a paz e que nos ajudam a fortalecer uns aos outros na fé. 20 Por uma questão de comida, não destrua o que Deus fez. Todos os alimentos podem ser comidos, mas é errado comer alguma coisa quando isso faz com que outra pessoa caia em pecado. 21 O que está certo é não comer carne, não beber vinho, nem fazer qualquer outra coisa que leve um irmão a cair em pecado. 22 Mas guarde entre você mesmo e Deus o que você crê a respeito desse assunto. Feliz a pessoa que não é condenada pela consciência quando faz o que acha que deve fazer! 23 Mas quem tem dúvidas a respeito do que come é condenado por Deus quando come, pois aquilo que ele faz não se baseia na fé. E o que não se baseia na fé é pecado.

Em Romanos 14 Deus deixa um alerta sobre a forma como devemos tratar os outros. Muitas vezes acho que sou melhor que os outros, que sou privilegiada na minha relação com Deus e a verdade é que só Deus conhece o coração de cada um. Não nos compete a nós julgar… o juízo pertence a Deus! Deus não faz aceção de pessoas e eu também não o deveria fazer!

Mateus 9

Jesus cura um paralítico

1 Jesus entrou num barco, voltou para o lado oeste do lago e chegou à sua cidade . 2 Então algumas pessoas trouxeram um paralítico deitado numa cama. Jesus viu que eles tinham fé e disse ao paralítico: — Coragem, meu filho! Os seus pecados estão perdoados.

3 Aí alguns mestres da Lei começaram a pensar: — Este homem está blasfemando contra Deus.

4 Porém Jesus sabia o que eles estavam pensando e disse: — Por que é que vocês estão pensando essas coisas más? 5 O que é mais fácil dizer ao paralítico: “Os seus pecados estão perdoados” ou “Levante-se e ande”? 6 Pois vou mostrar a vocês que eu, o Filho do Homem, tenho poder na terra para perdoar pecados.

Então disse ao paralítico: — Levante-se, pegue a sua cama e vá para casa.

7 O homem se levantou e foi para casa. 8 Quando o povo viu isso, ficou com medo e louvou a Deus por dar esse poder a seres humanos.

Jesus e Mateus

9 Jesus saiu dali e, no caminho, viu um cobrador de impostos, chamado Mateus, sentado no lugar onde os impostos eram pagos. Jesus lhe disse: — Venha comigo. Mateus se levantou e foi com ele. 10 Mais tarde, enquanto Jesus estava jantando na casa de Mateus, muitos cobradores de impostos e outras pessoas de má fama chegaram e sentaram-se à mesa com Jesus e os seus discípulos.

11 Alguns fariseus viram isso e perguntaram aos discípulos: — Por que é que o mestre de vocês come com os cobradores de impostos e com outras pessoas de má fama?

12 Jesus ouviu a pergunta e respondeu: — Os que têm saúde não precisam de médico, mas sim os doentes. 13 Vão e procurem entender o que quer dizer este trecho das Escrituras Sagradas: “Eu quero que as pessoas sejam bondosas e não que me ofereçam sacrifícios de animais.” Porque eu vim para chamar os pecadores e não os bons.

Jesus e o jejum

14 Então os discípulos de João Batista chegaram perto de Jesus e perguntaram: — Por que é que nós e os fariseus jejuamos muitas vezes, mas os discípulos do senhor não jejuam?

15 Jesus respondeu: — Vocês acham que os convidados de um casamento podem estar tristes enquanto o noivo está com eles? Claro que não! Mas chegará o tempo em que o noivo será tirado do meio deles; então sim eles vão jejuar!

16 — Ninguém usa um retalho de pano novo para remendar uma roupa velha; pois o remendo novo encolhe e rasga a roupa velha, aumentando o buraco. 17Ninguém põe vinho novo em odres velhos. Se alguém fizer isso, os odres rebentam, o vinho se perde, e os odres ficam estragados. Pelo contrário, o vinho novo é posto em odres novos, e assim não se perdem nem os odres nem o vinho.

Jesus cura uma mulher e uma menina

18 Enquanto Jesus estava falando ao povo, um chefe religioso chegou perto dele, ajoelhou-se e disse: — A minha filha morreu agora mesmo! Venha e ponha as mãos sobre ela para que viva de novo.

19 Então Jesus foi com ele, e os seus discípulos também foram.

20 Certa mulher, que fazia doze anos que estava com uma hemorragia, veio por trás de Jesus e tocou na barra da capa dele. 21 Pois ela pensava assim: “Se eu apenas tocar na capa dele, ficarei curada.”

22 Jesus virou, viu a mulher e disse: — Coragem, minha filha! Você sarou porque teve fé. E naquele momento a mulher ficou curada.

23 Depois Jesus foi para a casa do chefe religioso. Quando viu os que tocavam música fúnebre e viu a multidão numa confusão geral, 24 disse: — Saiam todos daqui! A menina não morreu; ela está dormindo!

Então começaram a caçoar dele. 25 Logo que a multidão saiu, Jesus entrou no quarto em que a menina estava, pegou-a pela mão, e ela se levantou. 26 E a notícia a respeito disso se espalhou por toda aquela região.

Jesus cura dois cegos

27 Jesus saiu daquele lugar, e no caminho dois cegos começaram a segui-lo, gritando: — Filho de Davi, tenha pena de nós!

28 Assim que Jesus entrou em casa, os cegos chegaram perto dele. Então ele perguntou: — Vocês creem que eu posso curar vocês? — Sim, senhor! Nós cremos! — responderam eles.

29 Jesus tocou nos olhos deles e disse: — Então que seja feito como vocês creem!

30 E os olhos deles ficaram curados. Aí Jesus ordenou com severidade: — Não contem isso a ninguém!

31 Porém eles foram embora e espalharam as notícias a respeito de Jesus por toda aquela região.

A cura de um mudo

32 Quando eles foram embora, algumas pessoas levaram a Jesus um homem que não podia falar porque estava dominado por um demônio. 33 Logo que o demônio foi expulso, o homem começou a falar. Todos ficaram admirados e afirmavam: — Nunca vimos em Israel uma coisa assim!

34 Mas os fariseus diziam: — O chefe dos demônios é quem dá a esse homem poder para expulsar demônios.

Jesus tem pena do povo

35 Jesus andava visitando todas as cidades e povoados. Ele ensinava nas sinagogas, anunciava a boa notícia sobre o Reino e curava todo tipo de enfermidades e doenças graves das pessoas. 36 Quando Jesus viu a multidão, ficou com muita pena daquela gente porque eles estavam aflitos e abandonados, como ovelhas sem pastor. 37 Então disse aos discípulos: — A colheita é grande mesmo, mas os trabalhadores são poucos. 38 Peçam ao dono da plantação que mande mais trabalhadores para fazerem a colheita.

Paralítico – Jesus dá ao homem o que é melhor para ele e não aquilo que os outros acham. Se Deus me diz levanta-te e anda é porque antes eu estava parada e Ele percebeu isso! Muitas vezes penso que estou a caminhar e estou paralítica, parada, na minha vida parva. Quase anestesiada pelas coisas do dia a dia. E vem Jesus e diz-me levanta-te e anda e eu posso ou não aceitar.Jesus e Mateus – Jesus não se importa de se misturar com as pessoas, sejam de que tipo forem. Mete as mãos na massa, suja-se e faz algo pelas pessoas transformando-as, aceitando-as quando mais ninguém as aceita. Jesus veio chamar os pecadores não os salvos. É isso que Jesus pede de mim, que eu não fique de braços cruzados como estou mas que os ponha a trabalhar para o avanço da sua obra.Jesus e o Jejum – Jesus não segue as normas mas sim as necessidades. Qual era a necessidade dos discípulos jejuarem se o próprio Jesus estava com eles?Jesus cura uma mulher e uma menina – Jesus quer curar toda a gente, seja alguém que tem uma relação mais pessoal com Deus, seja alguém que tem uma relação mais distante. Jesus ama todos por igual e quer salvar todos. Às vezes tenho uma relação mais pessoal com Deus, ao ponto de lhe conseguir tocar, outras mais distantes… mas a mais distante representa morte e a mais perto uma cura mais imediata. Mas Deus não deixa de se interessar por nós e mesmo longe, perdidos, mortos, Deus tem o poder de nos fazer reviver!Jesus cura dois cegos – Às vezes é preciso sermos tocados por algo menos positivo para acreditarmos que Deus existe, às vezes é preciso cair no fundo para nos voltarmos para quem nos pode curar de tudo. Por vezes eu sou esses cegos, sem ver por onde vou, a tropeçar em todas as pedras e a continuar a querer ir pelo mesmo caminho, até que chega a um ponto em que caio e aí olho para cima e vejo Deus de mão estendida, à espera de me puxar para cima.A cura de um mudo – Não há nada que possa contra o meu Deus! Não há demónios, não poderes, nada é maior do que o meu Deus. E Deus é o mesmo ontem, hoje e será amanhã. Assim como Ele libertou o mudo também me pode libertar a mim de tudo o que afasta do Seu caminho, só tenho que Lhe dedicar tempo.Jesus tem pena do povo – Jesus é compadecido por todos e ele quer salvar todas as pessoas. Mas precisa de obreiros, precisa de mim. E eu tenho que me deixar ser uma ferramenta de Deus. Sem preconceitos tenho que falar de Jesus, sem medos e ter a grande noção de que Jesus vem e que eu tenho que falar dele aos outros.

Lucas 17

O pecado e o perdão

1 Jesus disse aos seus discípulos: — Sempre vão acontecer coisas que fazem com que as pessoas caiam em pecado, mas ai do culpado! 2 Seria melhor para essa pessoa que ela fosse jogada no mar com uma grande pedra de moinho amarrada no pescoço do que fazer com que um destes pequeninos peque. 3 Tenham cuidado! Se o seu irmão pecar, repreenda-o; se ele se arrepender, perdoe. 4 Se pecar contra você sete vezes num dia e cada vez vier e disser: “Me arrependo”, então perdoe.

A fé

5 Os apóstolos pediram ao Senhor: — Aumente a nossa fé.

6 E ele respondeu: — Se a fé que vocês têm fosse do tamanho de uma semente de mostarda, vocês poderiam dizer a esta figueira brava: “Arranque-se pelas raízes e vá se plantar no mar!” E ela obedeceria.

O dever do empregado

7 Jesus disse: — Façam de conta que um de vocês tem um empregado que trabalha na lavoura ou cuida das ovelhas. Quando ele volta do campo, será que você vai dizer: “Venha depressa e sente-se à mesa”? 8 Claro que não! Pelo contrário, você dirá: “Prepare o jantar para mim, ponha o avental e me sirva enquanto eu como e bebo. Depois você pode comer e beber.” 9 Por acaso o empregado merece agradecimento porque obedeceu às suas ordens? 10 Assim deve ser com vocês. Depois de fazerem tudo o que foi mandado, digam: “Somos empregados que não valem nada porque fizemos somente o nosso dever.”

Jesus cura dez leprosos

11 Jesus continuava viajando para Jerusalém e passou entre as regiões da Samaria e da Galileia. 12 Quando estava entrando num povoado, dez leprosos foram se encontrar com ele. Eles pararam de longe 13 e gritaram: — Jesus, Mestre, tenha pena de nós!

14 Jesus os viu e disse: — Vão e peçam aos sacerdotes que examinem vocês. Quando iam pelo caminho, eles foram curados. 15 E, quando um deles, que era samaritano, viu que estava curado, voltou louvando a Deus em voz alta. 16 Ajoelhou-se aos pés de Jesus e lhe agradeceu.

17 Jesus disse: — Os homens que foram curados eram dez. Onde estão os outros nove? 18Por que somente este estrangeiro voltou para louvar a Deus?

19 E Jesus disse a ele: — Levante-se e vá. Você está curado porque teve fé.

A vinda do Reino

20 Alguns fariseus perguntaram a Jesus quando ia chegar o Reino de Deus. Ele respondeu: — Quando o Reino de Deus chegar, não será uma coisa que se possa ver. 21 Ninguém vai dizer: “Vejam! Está aqui” ou “Está ali”. Porque o Reino de Deus está dentro de vocês.

22 Então ele disse aos discípulos: — Chegará o tempo em que vocês vão querer ver um dos dias em que o Filho do Homem já tiver chegado, mas não verão. 23 Alguns vão dizer a vocês: “Olhem aqui” ou “Olhem ali”; porém não saiam para procurá-lo. 24 Porque, assim como o relâmpago brilha de uma ponta do céu até a outra, assim será no dia em que o Filho do Homem vier. 25 Mas primeiro ele precisa sofrer e ser rejeitado pelo povo de hoje. 26 Como foi no tempo de Noé, assim também será nos dias de antes da vinda do Filho do Homem. 27 Todos comiam e bebiam, e os homens e as mulheres casavam, até o dia em que Noé entrou na barca. Depois veio o dilúvio e matou todos. 

28 A mesma coisa aconteceu no tempo de Ló. Todos comiam e bebiam, compravam e vendiam, plantavam e construíam. 29 No dia em que Ló saiu de Sodoma, choveu do céu fogo e enxofre e matou todos. 30 Assim será o dia em que o Filho do Homem aparecer. 31 Aí quem estiver em cima da sua casa, no terraço, desça, e fuja logo, e não perca tempo entrando na casa para pegar as suas coisas. E quem estiver no campo não volte para casa. 32 Lembrem da mulher de Ló. 33 A pessoa que procura os seus próprios interesses nunca terá a vida verdadeira; mas quem esquece a si mesmo terá a vida verdadeira. 34 Naquela noite duas pessoas estarão dormindo numa mesma cama. Eu afirmo a vocês que uma será levada, e a outra, deixada. 35 Duas mulheres estarão moendo trigo juntas: uma será levada, e a outra, deixada. 36[Naquele dia, dois homens estarão trabalhando na fazenda: um será levado, e o outro, deixado.]

37 Então os discípulos perguntaram: — Senhor, onde vai ser isso?

Ele respondeu: — Onde estiver o corpo de um morto, aí se ajuntarão os urubus.

Deus tem uma capacidade de perdoar fantástica, não há nada que eu faça que me possa afastar dEle e do Seu grande amor. Ele cuida de mim em cada instante, muitas vezes nem me apercebo. Por isso a minha fé em Deus deve continuar, mas necessita de ser exercitada para crescer. Se ao menos eu tivesse a fé de o tamanho de um grão de mostarda… das sementes mais pequenas que existe, eu conseguiria mudar não só a minha vida mas especialmente a dos outros.O nosso dever é falar de Deus, essa é a minha maior responsabilidade!Jesus virá! Quando? Não se sabe. Mas o tempo escasseia e eu não posso descartar-me da minha responsabilidade como filha de Deus.Não perder a fé, Jesus está sempre ao meu lado basta eu querer. Deus nunca obriga ninguém a amá-Lo.

4. Louvor

Salmos 108

Oração pela vitória

Salmo de Davi. Canção.

1O meu coração está firme, ó Deus, bem firme; Eu cantarei hinos em teu louvor. Acorde, meu coração!

2Minha harpa e minha lira, acordem! Eu acordarei o sol.

3Ó Senhor Deus, eu te darei graças no meio das nações; eu te louvarei entre os povos.

4O teu amor está acima dos céus, e a tua fidelidade chega até as nuvens.

5Ó Deus, mostra a tua grandeza nos céus e que a tua glória brilhe no mundo inteiro!

6Salva-nos com o teu poder; responde à nossa oração para que o povo que tu amas seja salvo.

7No seu Templo, Deus disse: “Quando eu vencer, dividirei a cidade de Siquém e repartirei o vale de Sucote entre o meu povo.

8Gileade é meu, e Manassés, também; Efraim é o meu capacete, e Judá é o meu cetro de rei.

9Porém Moabe será a minha bacia de lavar; e eu jogarei as minhas sandálias sobre Edom, como um sinal de que esse país é meu. Eu cantarei a minha vitória sobre os filisteus.”

10Ó Deus, quem me levará para dentro da cidade protegida por muralhas? Quem me guiará até Edom?

11Será que, de fato, nos rejeitaste? Será que não vais marchar com os nossos exércitos?

12Ajuda-nos a combater o inimigo, pois o auxílio de seres humanos não vale nada.

13Com Deus do nosso lado, venceremos; ele derrotará os nossos inimigos.

Deus é o rei sobre tudo. Só ele nos pode ajudar a vencer os nossos inimigos e a sermos vencedores e, por isso, devo louvá-lO e honrá-lO na minha vida. É meu dever e privilégio louvar a Deus. Em tudo devo louvar, apesar de por vezes não entender certas coisas que acontecem na minha vida ou na de quem amo… Mas Deus sabe tudo e tenho que confiar e louvar.

Salmos 27:1-4

Segurança em Deus (De Davi)

1O Senhor Deus é a minha luz e a minha salvação; de quem terei medo? O Senhor me livra de todo perigo; não ficarei com medo de ninguém.

2Quando os maus, os meus inimigos, me atacam e procuram me matar, são eles que tropeçam e caem.

3Ainda que um exército inteiro me cerque, não terei medo; ainda que os meus inimigos me ataquem, continuarei confiando em Deus.

4A Deus, o Senhor, pedi uma coisa, e o que eu quero é só isto: que ele me deixe viver na sua casa todos os dias da minha vida, para sentir, maravilhado, a sua bondade e pedir a sua orientação.

Aprendi que com Deus não tenho que ter medo de nada porque Ele me livra de todos os perigos.Os meus temores surgem porque não confio verdadeiramente em Deus e acho que tenho que ser eu a resolver as coisas.Tenho que confiar mais, andar com Deus, contar-lhe a minha vida e Ele fará o resto.

Salmos 56

1 TEM misericórdia de mim, ó Deus, porque o homem procura devorar-me; oprime-me, pelejando todo o dia. 

2 Os que me andam espiando procuram devorar-me todo o dia; pois são muitos os que pelejam contra mim, ó Altíssimo. 

3 No dia em que eu temer, hei de confiar em ti. 

4 Em Deus louvarei a sua palavra; em Deus pus a minha confiança e não temerei; que me pode fazer a carne? 

5 Todos os dias torcem as minhas palavras; todos os seus pensamentos são contra mim para o mal. 

6 Ajuntam-se, escondem-se, espiam os meus passos, como aguardando a minha morte.

7 Porventura escaparão eles por meio da sua iniquidade? Ó Deus, derriba os povos na tua ira! 

8 Tu contaste as minhas vagueações: põe as minhas lágrimas no teu odre: não estão elas no teu livro? 

9 Quando eu a ti clamar, então retrocederão os meus inimigos: isto sei eu, porque Deus está comigo. 

10 Em Deus, louvarei a sua palavra: no Senhor, louvarei a sua palavra. 

11 Em Deus tenho posto a minha confiança; não temerei o que me possa fazer o homem. 

12 Os teus votos estão sobre mim, ó Deus: eu te renderei ações de graças; 

13 Pois tu livraste a minha alma da morte, como também os meus pés de tropeçarem, para andar diante de Deus na luz dos viventes.

A minha confiança deve ser colocada em Deus e só ele tem o poder de me libertar de todos os meus problemas.Deus deseja livrar-me e ajudar-me a ser feliz, só tenho que dobrar os joelhos e falar abertamente com Ele.Devo louvar a Deus porque sei que Ele está comigo, em todos os passos do meu caminho.

I Pedro 5

Os deveres dos anciãos e dos mancebos: humildade e vigilância

1AOS presbíteros que estão entre vós, admoesto eu, que sou, também, presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar: 

2Apascentai o rebanho de Deus que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; 

3Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho; 

4E, quando aparecer o Sumo Pastor, alcançareis a incorruptível coroa de glória. 

5Semelhantemente vós, mancebos, sede sujeitos aos anciãos; e sede todos sujeitos uns aos outros, e revesti-vos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. 

6Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que, a seu tempo, vos exalte; 

7Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós.

8Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar. 

9Ao qual resisti, firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo.Votos e saudações finais

10E o Deus de toda a graça, que em Cristo Jesus vos chamou à sua eterna glória, depois de haverdes padecido um pouco, Ele mesmo vos aperfeiçoará, confirmará, fortificará e fortalecerá. 

11A Ele seja a glória e o poderio para todo o sempre! Ámen.

12Por Silvano, vosso fiel irmão, como cuido, escrevi abreviadamente, exortando e testificando que esta é a verdadeira graça de Deus, na qual estais firmes. 

13A vossa coeleita em Babilónia vos saúda, e meu filho Marcos. 

14Saudai-vos uns aos outros com ósculo de amor. Paz seja com todos vós que estais em Cristo Jesus! Ámen.

Devemo-nos pautar pela humildade na nossa forma de ser e de estar. Quando lidamos com os outros devemos ser ponderados, modestos para que transmitamos o caráter de Deus. O amor deve reger as nossas relações com o próximo.

Devemos estar constantemente alertas, para não cairmos nas ciladas de satanás. E Deus , dia-a-dia, aperfeiçoará o nosso ser.

A nossa ansiedade pertence a Deus e Ele a tirará de nós.

Isaías 63

Deus salva e vinga o seu povo

1QUEM é este, que vem de Edom, com vestidos tintos de Bozra? este, que é glorioso em sua vestidura, que marcha com a sua grande força? Eu, que falo em justiça, poderoso para salvar. 

2Por que está vermelha a tua vestidura? e os teus vestidos como os daquele que pisa no lagar? 

3Eu, sozinho, pisei no lagar, e dos povos ninguém houve comigo; e os pisei na minha ira, e os esmaguei no meu furor; e o seu sangue salpicou os meus vestidos, e manchei toda a minha vestidura. 

4Porque o dia da vingança estava no meu coração; e o ano dos meus redimidos é chegado. 

5E olhei, e não havia quem me ajudasse; e espantei-me de não haver quem me sustivesse; pelo que, o meu braço me trouxe a salvação, e o meu furor me susteve. 

6E pisei os povos na minha ira, e os embriaguei no meu furor; e a sua força derribei por terra.Ação de graças, confissões e súplicas do povo de Deus

7As benignidades do Senhor mencionarei, e os muitos louvores do Senhor, consoante tudo o que o Senhor nos concedeu; e a grande bondade para com a casa de Israel, que usou com eles, segundo as suas misericórdias, e segundo a multidão das suas benignidades. 

8Porque dizia: Certamente eles são meu povo, filhos que não mentirão: assim ele foi seu Salvador. 

9Em toda a angústia deles, foi ele angustiado, e o anjo da sua face os salvou: pelo seu amor e pela sua compaixão, ele os remiu; e os tomou, e os conduziu, todos os dias da antiguidade. 

10Mas eles foram rebeldes, e contristaram o seu Espírito Santo; pelo que, se lhes tornou em inimigo, e ele mesmo pelejou contra eles. 

11Todavia, se lembrou dos dias da antiguidade, de Moisés, e do seu povo, dizendo: Onde está aquele que o fez subir do mar com os pastores do seu rebanho? onde está o que pôs no meio deles o seu Espírito Santo?

12Aquele cujo braço glorioso ele fez andar à mão direita de Moisés? que fendeu as águas diante deles, para criar um nome eterno? 

13Aquele que os guiou pelos abismos, como o cavalo no deserto, de modo que nunca tropeçaram? 

14Como ao animal que desce aos vales, o Espírito do Senhor lhes deu descanso: assim guiaste ao teu povo, para criares um nome glorioso. 

15Atenta, desde os céus, e olha, desde a tua santa e gloriosa habitação. Onde estão o teu zelo e as tuas obras poderosas? o arruído das tuas entranhas e das tuas misericórdias detém-se para comigo! 

16Mas tu és nosso Pai, ainda que Abraão nos não conhece, e Israel não nos reconhece: Tu, ó Senhor, és nosso Pai; nosso Redentor, desde a antiguidade, é o teu nome. 

17Por que, ó Senhor, nos fazes desviar dos teus caminhos? Por que endureces o nosso coração, para que te não temamos? Faze voltar, por amor dos teus servos, as tribos da tua herança. 

18por um pouco de tempo foi possuída pelo teu santo povo: nossos adversários pisaram o teu santuário. 

19Tornámo-nos como aqueles sobre quem tu nunca dominaste, e como os que nunca se chamaram pelo teu nome.

Jesus veio morrer por nós, para nos resgatar. Por nós Ele sofreu, para que tivéssemos direito à salvação. A nossa alma deve estar cheia de gratidão pela tão grande oferta e pela possibilidade de sermos salvos! Deus é bom! 

5. Oração

Salmos 116

Amor e gratidão para com Deus pela sua salvação

1AMO ao Senhor, porque ele ouviu a minha voz e a minha súplica. 

2Porque inclinou para mim os seus ouvidos; portanto, invocá-lo-ei enquanto viver. 

3Cordéis da morte me cercaram, e angústias do inferno se apoderaram de mim: encontrei aperto e tristeza.

4Então invoquei o nome do Senhor, dizendo: Ó Senhor, livra a minha alma. 

5Piedoso é o Senhor e justo: o nosso Deus tem misericórdia. 

6O Senhor guarda aos símplices: estava abatido, mas ele me livrou. 

7Volta, minha alma, a teu repouso, pois o Senhor te fez bem. 

8Porque tu, Senhor, livraste a minha alma da morte, os meus olhos das lágrimas e os meus pés da queda. 

9Andarei perante a face do Senhor, na terra dos viventes. 

10Cri, por isso falei; estive muito aflito. 

11Eu dizia, na minha precipitação: Todo o homem é mentira. 

12Que darei eu ao Senhor, por todos os benefícios que me tem feito? 

13Tomarei o cálix da salvação, e invocarei o nome do Senhor. 

14Pagarei os meus votos ao Senhor, agora, na presença de todo o seu povo. 

15Preciosa é, à vista do Senhor, a morte dos seus santos. 

16Ó Senhor, deveras sou teu servo: sou teu servo, filho da tua serva; soltaste as minhas ataduras. 

17Oferecer-te-ei sacrifícios de louvor, e invocarei o nome do Senhor. 

18Pagarei os meus votos ao Senhor; que eu possa fazê-lo na presença de todo o meu povo, 

19Nos átrios da casa do Senhor, no meio de ti, ó Jerusalém! Louvai ao Senhor.

A oração permite que Deus possa agir na nossa vida. Ele conhece os meus problemas mas só quando partilho Ele pode fazer algo por mim.Suplicar a Deus é falar com Deus com sinceridade e intensidade. Deus está sempre disposto a ouvir-nos

Mateus 6 e 7

Mateus 6

Dando aos necessitados

1"Tenham o cuidado de não praticar suas 'obras de justiça' diante dos outros para serem vistos por eles. Se fizerem isso, vocês não terão nenhuma recompensa do Pai celestial.

2"Portanto, quando você der esmola, não anuncie isso com trombetas, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas ruas, a fim de serem honrados pelos outros. Eu garanto que eles já receberam sua plena recompensa.

3Mas, quando você der esmola, que a sua mão esquerda não saiba o que está fazendo a direita,

4de forma que você preste a sua ajuda em segredo. E seu Pai, que vê o que é feito em segredo, o recompensará.

Oração

5"E, quando vocês orarem, não sejam como os hipócritas. Eles gostam de ficar orando em pé nas sinagogas e nas esquinas, a fim de serem vistos pelos outros. Eu asseguro que eles já receberam sua plena recompensa.

6Mas, quando você orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está em secreto. Então seu Pai, que vê em secreto, o recompensará.

7E, quando orarem, não fiquem sempre repetindo a mesma coisa, como fazem os pagãos. Eles pensam que por muito falarem serão ouvidos.

8Não sejam iguais a eles, porque o seu Pai sabe do que vocês precisam, antes mesmo de o pedirem.

9Vocês, orem assim:"Pai nosso, que estás nos céus!Santificado seja o teu nome.

10Venha o teu Reino;seja feita a tua vontade,assim na terra como no céu.

11Dá-nos hoje o nossopão de cada dia.

12Perdoa as nossas dívidas,assim como perdoamosaos nossos devedores.

13E não nos deixes cairem tentação,mas livra-nos do mal,porque teu é o Reino, o poder e a glória para sempre. Amém.

14Pois, se perdoarem as ofensas uns dos outros, o Pai celestial também perdoará vocês.

15Mas, se não perdoarem uns aos outros, o Pai celestial não perdoará as ofensas de vocês.

Jejum

16"Quando jejuarem, não mostrem uma aparência triste como os hipócritas, pois eles mudam a aparência do rosto a fim de que os outros vejam que eles estão jejuando. Eu digo verdadeiramente que eles já receberam sua plena recompensa.

17Ao jejuar, arrume o cabelo e lave o rosto,

18para que não pareça aos outros que você está jejuando, mas apenas a seu Pai, que vê em secreto. E seu Pai, que vê em secreto, o recompensará.

Tesouros no céu

19"Não acumulem para vocês tesouros na terra, onde a traça e a ferrugem destroem e onde os ladrões arrombam e furtam.

20Mas acumulem para vocês tesouros nos céus, onde a traça e a ferrugem não destroem e onde os ladrões não arrombam nem furtam.

21Pois onde estiver o seu tesouro, aí também estará o seu coração.

22"Os olhos são a candeia do corpo. Se os seus olhos forem bons, todo o seu corpo será cheio de luz.

23Mas, se os seus olhos forem maus, todo o seu corpo será cheio de trevas. Portanto, se a luz que está dentro de você são trevas, que tremendas trevas são!

24"Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao Dinheiro.

Não se preocupem

25"Portanto eu digo: Não se preocupem com sua própria vida, quanto ao que comer ou beber; nem com seu próprio corpo, quanto ao que vestir. Não é a vida mais importante que a comida, e o corpo mais importante que a roupa?

26Observem as aves do céu: não semeiam nem colhem nem armazenam em celeiros; contudo, o Pai celestial as alimenta. Não têm vocês muito mais valor do que elas?

27Quem de vocês, por mais que se preocupe, pode acrescentar uma hora que seja à sua vida?

28"Por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem os lírios do campo. Eles não trabalham nem tecem.

29Contudo, eu digo que nem Salomão, em todo o seu esplendor, vestiu-se como um deles.

30Se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada ao fogo, não vestirá muito mais a vocês, homens de pequena fé?

31Portanto, não se preocupem, dizendo: 'Que vamos comer?' ou 'Que vamos beber?' ou 'Que vamos vestir?'

32Pois os pagãos é que correm atrás dessas coisas; mas o Pai celestial sabe que vocês precisam delas.

33Busquem, pois, em primeiro lugar o Reino de Deus e a sua justiça, e todas essas coisas serão acrescentadas a vocês.

34Portanto, não se preocupem com o amanhã, pois o amanhã trará as suas próprias preocupações. Basta a cada dia o seu próprio mal.

Mateus 7

Julgar os outros

1"Não julguem, para que vocês não sejam julgados.

2Pois da mesma forma que julgarem, vocês serão julgados; e a medida que usarem, também será usada para medir vocês.

3"Por que você repara no cisco que está no olho do seu irmão e não se dá conta da viga que está em seu próprio olho?

4Como você pode dizer ao seu irmão: 'Deixe-me tirar o cisco do seu olho', quando há uma viga no seu?

5Hipócrita, tire primeiro a viga do seu olho, e então você verá claramente para tirar o cisco do olho do seu irmão.

6"Não deem o que é sagrado aos cães, nem atirem suas pérolas aos porcos; caso contrário, estes as pisarão e, aqueles, voltando-se contra vocês, os despedaçarão.

Peça, procure, bata

7"Peçam, e será dado; busquem, e encontrarão; batam, e a porta será aberta.

8Pois todo o que pede recebe; o que busca encontra; e àquele que bate, a porta será aberta.

9"Qual de vocês, se seu filho pedir pão, lhe dará uma pedra?

10Ou, se pedir peixe, lhe dará uma cobra?

11Se vocês, apesar de serem maus, sabem dar boas coisas aos seus filhos, quanto mais o Pai de vocês, que está nos céus, dará coisas boas aos que lhe pedirem!

12Assim, em tudo, façam aos outros o que vocês querem que eles façam a vocês; pois esta é a Lei e os Profetas.

Duas portas

13"Entrem pela porta estreita, pois larga é a porta e amplo o caminho que leva à perdição, e são muitos os que entram por ela.

14Como é estreita a porta, e apertado o caminho que leva à vida! São poucos os que a encontram.

A árvore e os seus frutos

15"Cuidado com os falsos profetas. Eles vêm a vocês vestidos de peles de ovelhas, mas por dentro são lobos devoradores.

16Vocês os reconhecerão por seus frutos. Pode alguém colher uvas de um espinheiro ou figos de ervas daninhas?

17Semelhantemente, toda árvore boa dá frutos bons, mas a árvore ruim dá frutos ruins.

18A árvore boa não pode dar frutos ruins, nem a árvore ruim pode dar frutos bons.

19Toda árvore que não produz bons frutos é cortada e lançada ao fogo.

20Assim, pelos seus frutos vocês os reconhecerão!

21"Nem todo aquele que me diz: 'Senhor, Senhor', entrará no Reino dos céus, mas apenas aquele que faz a vontade de meu Pai que está nos céus.

22Muitos me dirão naquele dia: 'Senhor, Senhor, não profetizamos em teu nome? Em teu nome não expulsamos demônios e não realizamos muitos milagres?'

23Então eu lhes direi claramente: Nunca os conheci. Afastem-se de mim vocês que praticam o mal!

A casa sobre a rocha

24"Portanto, quem ouve estas minhas palavras e as pratica é como um homem prudente que construiu a sua casa sobre a rocha.

25Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa, e ela não caiu, porque tinha seus alicerces na rocha.

26Mas quem ouve estas minhas palavras e não as pratica é como um insensato que construiu a sua casa sobre a areia.

27Caiu a chuva, transbordaram os rios, sopraram os ventos e deram contra aquela casa, e ela caiu. E foi grande a sua queda".

28Quando Jesus acabou de dizer essas coisas, as multidões estavam maravilhadas com o seu ensino,

29porque ele as ensinava como quem tem autoridade, e não como os mestres da lei.


Devemos ser sinceramente generosos quando damos coisas a outros. Não o devemos fazer para que os outros reparem mas devemos fazê-lo de coração. As nossas orações não devem ser vãs ou lengas-lengas, devem ser sinceras e secretas entre nós e Deus. A oração é a forma como comunicamos com Deus e por isso devemos fazê-lo de forma frequente. Relativamente ao Jejum só o deveremos fazer se estivermos preparados, porque nos aproxima de Deus!Os nossos tesouros terrestres não servem de nada! Não é isso que nos garante a vida eterna. As coisas que nos prendem aqui podem ser amarras que não nos deixam ganhar a vida eterna.Por fim, a preocupação resulta da falta de confiança em Deus. De que nos vale estarmos preocupados com o dia de amanhã se não o conseguimos controlar? Devemos deixar as Deus as nossas ansiedades e Ele cuidará de tudo.Não devemos julgar os outros porque todos nós temos telhados de vidros. E o que vemos nos outros pode ser algo que nós também fazemos. Deus julga, nós não!Apenas se pedirmos Deus nos poderá. Deus sabe o que precisamos mas terá que ter a nossa autorização para conceder e nem sempre o que queremos é realmente o melhor para nós.O caminho que nos leva aos céus é estreito mas é esse que nos leva à salvação. Temos que nos ir libertando do que nos prende aqui.Nós podemos conhecer os falsos profetas pelo estilo de vida que têm. Muitas vezes somos também falsos profetas, pregamos uma coisa mas a nossa forma de viver contradiz o que falamos.A minha fé deve ser edificada em Deus, que como rocha não me deixará cair nunca

I Tessalonicenses 5

1Irmãos, quanto aos tempos e épocas, não precisamos escrever

2pois vocês mesmos sabem perfeitamente que o dia do Senhor virá como ladrão à noite.

3Quando disserem: "Paz e segurança", a destruição virá sobre eles de repente, como as dores de parto à mulher grávida; e de modo nenhum escaparão.

4Mas vocês, irmãos, não estão nas trevas, para que esse dia os surpreenda como ladrão.

5Vocês todos são filhos da luz, filhos do dia. Não somos da noite nem das trevas.

6Portanto, não durmamos como os demais, mas estejamos atentos e sejamos sóbrios;

7pois os que dormem, dormem de noite, e os que se embriagam, embriagam-se de noite.

8Nós, porém, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo a couraça da fé e do amor e o capacete da esperança da salvação.

9Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para recebermos a salvação por meio de nosso Senhor Jesus Cristo.

10Ele morreu por nós para que, quer estejamos acordados quer dormindo, vivamos unidos a ele.

11Por isso, exortem-se e edifiquem-se uns aos outros, como de fato vocês estão fazendo.

Exortações e votos finais

12Agora pedimos a vocês, irmãos, que tenham consideração para com os que se esforçam no trabalho entre vocês, que os lideram no Senhor e os aconselham.

13Tenham-nos na mais alta estima, com amor, por causa do trabalho deles. Vivam em paz uns com os outros.

14Exortamos vocês, irmãos, a que advirtam os ociosos, confortem os desanimados, auxiliem os fracos, sejam pacientes para com todos.

15Tenham cuidado para que ninguém retribua o mal com o mal, mas sejam sempre bondosos uns para com os outros e para com todos.

16Alegrem-se sempre.

17Orem continuamente.

18Deem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus.

19Não apaguem o Espírito.

20Não tratem com desprezo as profecias,

21mas ponham à prova todas as coisas e fiquem com o que é bom.

22Afastem-se de toda forma de mal.

23Que o próprio Deus da paz os santifique inteiramente. Que todo o espírito, a alma e o corpo de vocês sejam preservados irrepreensíveis na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.

24Aquele que os chama é fiel e fará isso.

25Irmãos, orem por nós.

26Saúdem todos os irmãos com beijo santo.

27Diante do Senhor, encarrego vocês de lerem esta carta a todos os irmãos.

28A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com vocês.

É muito importante orarmos uns pelos outros. As nossas orações dão animo aos outros e permitem que Deus interfira na vida dessas pessoas. Devemos ter um cuidado grande com os outros, animando e servindo de apoio porque a caminhada é dura.

Lucas 18

A ilustração da viúva persistente

1Então Jesus contou aos seus discípulos uma parábola, para mostrar-lhes que eles deviam orar sempre e nunca desanimar.

2Ele disse: "Em certa cidade havia um juiz que não temia a Deus nem se importava com os homens.

3E havia naquela cidade uma viúva que se dirigia continuamente a ele, suplicando-lhe: 'Faze-me justiça contra o meu adversário'.

4"Por algum tempo ele se recusou. Mas finalmente disse a si mesmo: 'Embora eu não tema a Deus e nem me importe com os homens,

5esta viúva está me aborrecendo; vou fazer-lhe justiça para que ela não venha mais me importunar".

6E o Senhor continuou: "Ouçam o que diz o juiz injusto.

7Acaso Deus não fará justiça aos seus escolhidos, que clamam a ele dia e noite? Continuará fazendo-os esperar?

8Eu digo a vocês: Ele lhes fará justiça e depressa. Contudo, quando o Filho do homem vier, encontrará fé na terra?"

A parábola do fariseu e o cobrador de impostos

9A alguns que confiavam em sua própria justiça e desprezavam os outros, Jesus contou esta parábola:

10"Dois homens subiram ao templo para orar; um era fariseu e o outro, publicano.

11O fariseu, em pé, orava no íntimo: 'Deus, eu te agradeço porque não sou como os outros homens: ladrões, corruptos, adúlteros; nem mesmo como este publicano.

12Jejuo duas vezes por semana e dou o dízimo de tudo quanto ganho'.

13"Mas o publicano ficou a distância. Ele nem ousava olhar para o céu, mas batendo no peito, dizia: 'Deus, tem misericórdia de mim, que sou pecador'.

14"Eu digo que este homem, e não o outro, foi para casa justificado diante de Deus. Pois quem se exalta será humilhado, e quem se humilha será exaltado".

Jesus e as crianças

15O povo também estava trazendo criancinhas para que Jesus tocasse nelas. Ao verem isso, os discípulos repreendiam aqueles que as tinham trazido.

16Mas Jesus chamou a si as crianças e disse: "Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino de Deus pertence aos que são semelhantes a elas.

17Digo a verdade: Quem não receber o Reino de Deus como uma criança, nunca entrará nele".

A pergunta do homem rico

18Certo homem importante lhe perguntou: "Bom Mestre, que farei para herdar a vida eterna?"

19"Por que você me chama bom?", respondeu Jesus. "Não há ninguém que seja bom, a não ser somente Deus.

20Você conhece os mandamentos: 'Não adulterarás, não matarás, não furtarás, não darás falso testemunho, honra teu pai e tua mãe'."

21"A tudo isso tenho obedecido desde a adolescência", disse ele.

22Ao ouvir isso, disse-lhe Jesus: "Falta ainda uma coisa. Venda tudo o que você possui e dê o dinheiro aos pobres, e você terá um tesouro nos céus. Depois venha e siga-me".

23Ouvindo isso, ele ficou triste, porque era muito rico.

24Vendo-o entristecido, Jesus disse: "Como é difícil aos ricos entrar no Reino de Deus!

25De fato, é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha do que um rico entrar no Reino de Deus".

26Os que ouviram isso perguntaram: "Então, quem pode ser salvo?"

27Jesus respondeu: "O que é impossível para os homens é possível para Deus".

28Pedro lhe disse: "Nós deixamos tudo o que tínhamos para seguir-te!"

29Respondeu Jesus: "Digo a verdade: Ninguém que tenha deixado casa, mulher, irmãos, pai ou filhos por causa do Reino de Deus

30deixará de receber, na presente era, muitas vezes mais e, na era futura, a vida eterna".

31Jesus chamou à parte os Doze e lhes disse: "Estamos subindo para Jerusalém, e tudo o que está escrito pelos profetas acerca do Filho do homem se cumprirá.

32Ele será entregue aos gentios que zombarão dele, o insultarão, cuspirão nele, o açoitarão e o matarão.

33No terceiro dia ele ressuscitará".

34Os discípulos não entenderam nada dessas coisas. O significado dessas palavras lhes estava oculto, e eles não sabiam do que ele estava falando.

O mendigo cego é curado

35Ao aproximar-se Jesus de Jericó, um homem cego estava sentado à beira do caminho, pedindo esmola.

36Quando ouviu a multidão passando, ele perguntou o que estava acontecendo.

37Disseram-lhe: "Jesus de Nazaré está passando".

38Então ele se pôs a gritar: "Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim!"

39Os que iam adiante o repreendiam para que ficasse quieto, mas ele gritava ainda mais: "Filho de Davi, tem misericórdia de mim!"

40Jesus parou e ordenou que o homem lhe fosse trazido. Quando ele chegou perto, Jesus perguntou-lhe:

41"O que você quer que eu faça?""Senhor, eu quero ver", respondeu ele.

42Jesus lhe disse: "Recupere a visão! A sua fé o curou".

43Imediatamente ele recuperou a visão e seguia Jesus glorificando a Deus. Quando todo o povo viu isso, deu louvores a Deus.

Deus responde a quem ora incessantemente. O lamento da alma é sempre ouvido por Deus, que nunca deixa os Seus filhos sem resposta.As nossas orações devem ser entre nós e Deus e não servir de ostentação.O nosso coração deve ser puro como o de uma criança, que corre para Jesus sem qualquer tipo de reserva. Devemos seguir a Deus inteiramente e nada nos deve prender.


Salmos 20

Que o Senhor te responda no tempo da angústia;o nome do Deus de Jacó te proteja!

Do santuário te envie auxílio e de Sião te dê apoio.

Lembre-se de todas as tuas ofertas e aceite os teus holocaustos.

Conceda-te o desejo do teu coração e leve a efeito todos os teus planos.

Saudaremos a tua vitória com gritos de alegria e ergueremos as nossas bandeira sem nome do nosso Deus.Que o Senhor atenda a todos os teus pedidos!

Agora sei que o Senhor dará vitória ao seu ungido; dos seus santos céus lhe responde com o poder salvador da sua mão direita.

Alguns confiam em carros e outros em cavalos,mas nós confiamos no nome do Senhor, o nosso Deus.

Eles vacilam e caem,mas nós nos erguemos e estamos firmes.

Senhor, concede vitória ao rei! Responde-nos quando clamamos!

Devemos confiar sempre e Deus, que nos apoia no tempo da angústia. Tudo o resto é supérfluo mas Deus é o nosso alicerce.

6. Confiança

Êxodo 33

Deus não irá no meio do povo, mas enviará um anjo

1DISSE mais o Senhor a Moisés: Vai, sobe daqui, tu e o povo que fizeste subir da terra do Egito, à terra que jurei a Abraão, a Isaac e a Jacob, dizendo: À tua semente a darei. 

2E enviarei um anjo diante de ti, (e lançarei fora os cananeus, e os amorreus, e os heteus, e os fereseus, e os heveus, e os jebuseus), 

3A uma terra que mana leite e mel; porque eu não subirei no meio de ti, porquanto és povo obstinado, para que te não consuma eu no caminho. 

4E, ouvindo o povo esta má notícia, entristeceram-se, e nenhum deles pôs sobre si os seus atavios. 

5Porquanto o Senhor tinha dito a Moisés: Dize aos filhos de Israel: Povo obstinado és; se um momento subir no meio de ti, te consumirei; porém, agora, tira de ti os teus atavios, para que eu saiba o que te hei de fazer. 

6Então os filhos de Israel se despojaram dos seus atavios, ao pé do monte de Horeb. 

7E tomou Moisés a tenda, e a estendeu para si fora do arraial, desviada longe do arraial, e chamou-lhe a tenda da congregação; e aconteceu que, todo aquele que buscava o Senhor saiu à tenda da congregação, que estava fora do arraial. 

8E aconteceu que, saindo Moisés à tenda, todo o povo se levantava, e cada um ficou em pé à porta da sua tenda; e olhavam para Moisés pelas costas, até ele entrar na tenda. 

9E aconteceu que, entrando Moisés na tenda, descia a coluna de nuvem, e punha-se à porta da tenda; e o Senhor falava com Moisés. 

10E, vendo todo o povo a coluna de nuvem que estava à porta da tenda, todo o povo se levantou e inclinaram-se, cada um, à porta da sua tenda. 

11E falava o Senhor a Moisés, cara a cara, como qualquer fala com o seu amigo: depois, tornou ao arraial: mas o seu servidor, Josué, filho de Nun, mancebo, nunca se apartava do meio da tenda. 

Moisés roga a Deus a Sua presença

12E Moisés disse ao Senhor: Eis que tu me dizes: Faze subir a este povo, porém, não me fazes saber a quem hás de enviar comigo; e tu disseste: Conheço-te pelo teu nome, também achaste graça aos meus olhos. 

13Agora, pois, se tenho achado graça aos teus olhos, rogo-te que agora me faças saber o teu caminho, e conhecer-te-ei, para que ache graça aos teus olhos: e atenta que esta nação é o teu povo. 

14Disse, pois: Irá a minha presença contigo, para te fazer descansar. 

15Então disse-lhe: Se a tua presença não for connosco, não nos faças subir daqui. 

16Como, pois, se saberá, agora, que tenho achado graça aos teus olhos, eu e teu povo? acaso não é por andares tu connosco, e separados seremos, eu e o teu povo, de todo o povo que  sobre a face da terra? 

17Então disse o Senhor a Moisés: Farei, também, isto, que tens dito; porquanto achaste graça aos meus olhos, e te conheço por nome.

Moisés roga a Deus que lhe mostre a sua glória

18Então ele disse: Rogo-te que me mostres a tua glória. 

19Porém ele disse: Eu farei passar toda a minha bondade por diante de ti, e apregoarei o nome do Senhor diante de ti; e terei misericórdia de quem eu tiver misericórdia, e me compadecerei de quem me compadecer. 

20E disse mais: Não poderás ver a minha face, porquanto homem nenhum verá a minha face e viverá. 

21Disse mais o Senhor: Eis aqui um lugar, junto a mim; ali te porás sobre a penha. 

22E acontecerá que, quando a minha glória passar, te porei numa fenda da penha, e te cobrirei com a minha mão, até que eu haja passado. 

23E, havendo eu tirado a minha mão, me verás pelas costas: mas a minha face não se verá.

Moisés falava com Deus como quem falava com um amigo, tal era a sua relação de proximidade. Moisés confiava plenamente em Deus e por isso era sincero com Ele.Deus confirmava essa amizade, indicando que conhecia Moisés pelo Seu nome. A nossa confiança em Deus, a nossa busca, deve ser tão grande ao ponto de nos relacionarmos intimamente com Deus e confiarmos plenamente nEle.

Provérbios 3:4 e 5

E acharás graça e bom entendimento aos olhos de Deus e dos homens. 

Confia no Senhor de todo o teu coração, e não te estribes no teu próprio entendimento.

Devemos confiar no Senhor inteiramente, sem reservas e não nos guiarmos por aquilo que achamos ser correto.

Salmos 62

Exortação a que se confie somente em Deus

Salmo de David para o cantor-mor sobre Jedutun

1A MINHA alma espera somente em Deus: dele vem a minha salvação. 

2Só ele é a minha rocha e a minha salvação; é a minha defesa; não serei grandemente abalado. 

3Até quando maquinareis o mal contra um homem? sereis mortos, todos vós, sereis como uma parede encurvada e uma sebe pouco segura. 

4Eles somente consultam como o hão de derribar da sua excelência; deleitam-se em mentiras; com a boca bendizem, mas nas suas entranhas maldizem. (Selah.) 

5Ó minha alma, espera somente em Deus, porque dele vem a minha esperança. 

6Só ele é a minha rocha e a minha salvação; é a minha defesa; não serei abalado. 

7Em Deus está a minha salvação e a minha glória: a rocha da minha fortaleza e o meu refúgio estão em Deus. 

8Confiai nele, ó povo, em todos os tempos; derramai perante ele o vosso coração; Deus é o nosso refúgio. (Selah.) 

9Certamente que os homens de classe baixa são vaidade, e os homens de ordem elevada são mentira; pesados em balanças, eles juntos são mais leves do que a vaidade. 

10Não confieis na opressão, nem vos desvaneçais na rapina; se as vossas riquezas aumentam, não ponhais nelas o coração.

11Uma coisa disse Deus, duas vezes a ouvi: que o poder pertence a Deus. 

12A ti, também, Senhor, pertence a misericórdia; pois retribuirás a cada um segundo a sua obra.

Devemos confiar em Deus inteiramente, apesar do que as outras pessoas digam ou pensem. Não nos iludemos por nada que nos prende aqui porque é tudo vão. Só Deus é sempre constante e sincero connosco.

Isaías 30:19-26

19Porque o povo habitará em Sião, em Jerusalém: não chorarás mais; certamente se compadecerá de ti, à voz do teu clamor, e, ouvindo-a, te responderá. 

20Bem vos dará o Senhor pão de angústia e água de aperto, mas os teus instruidores nunca mais fugirão de ti, como voando com asas; antes, os teus olhos verão a todos os teus mestres. 

21E os teus ouvidos ouvirão a palavra do que está por detrás de ti, dizendo: Este é o caminho, andai nele, sem vos desviardes, nem para a direita nem para a esquerda. 

22E terás por contaminadas as coberturas das tuas esculturas de prata, e a coberta das tuas esculturas fundidas de ouro; e as lançarás fora, como um pano imundo, e dirás a cada uma delas: Fora daqui. 

23Então te dará chuva sobre a tua semente, com que semeares a terra, como, também, pão da novidade da terra; e esta será fértil e cheia: naquele dia, o teu gado pastará em lugares largos de pasto. 

24E os bois e os jumentinhos, que lavram a terra, comerão grão puro, que for padejado com a pá, e cirandado com a ciranda. 

25E haverá, em todo o monte alto e em todo o outeiro elevado, ribeiros e correntes de águas, no dia da grande matança, quando caírem as torres. 

26E será a luz da lua como a luz do sol, e a luz do sol sete vezes maior, como a luz de sete dias, no dia em que o Senhor ligar a quebradura do seu povo, e curar a chaga da sua ferida.

Ao confiarmos na voz de Deus serão claros os caminhos a seguir, aprenderemos a conhecer o que é bom e o que é mau. 

Jeremias 10

Os ídolos e o Senhor

1OUVI a palavra que o Senhor vos fala a vós, ó casa de Israel. 

2Assim diz o Senhor: Não aprendais o caminho das nações, nem vos espanteis com os sinais dos céus: porque com eles se atemorizam as nações. 

3Porque os costumes dos povos são vaidade: pois cortam do bosque um madeiro, obra das mãos do artífice, com machado.  

4Com prata e com ouro o enfeitam, com pregos e com martelos o firmam, para que não se mova. 

5Sãocomo a palmeira, obra torneada, mas não podem falar; necessitam de quem os leve, porquanto não podem andar: não tenhais receio deles, pois não podem fazer mal, nem tão-pouco têm poder de fazer bem. 

6Ninguém  semelhante a ti, ó Senhor: tu és grande, e grande o teu nome em força. 

7Quem te não temeria a ti, ó Rei das nações? pois isto só a ti pertence; porquanto entre todos os sábios das nações, e em todo o seu reino, ninguém há semelhante a ti. 

8Mas eles todos se embruteceram e se tornaram loucos: ensino de vaidades é o madeiro. 

9Trazem prata estendida de Társis e ouro de Ufaz, trabalho do artífice, e das mãos do fundidor: fazem seus vestidos de azul celeste e púrpura: obra de sábios são todos eles. 

10Mas o Senhor Deus é a verdade; ele mesmo é o Deus vivo e o Rei eterno; do seu furor, treme a terra, e as nações não podem suportar a sua indignação. 

11Assim lhes direis: Os deuses que não fizeram os céus e a terra desaparecerão da terra e de debaixo deste céu. 

12Ele fez a terra pelo seu poder; ele estabeleceu o mundo por sua sabedoria, e com a sua inteligência estendeu os céus. 

13Fazendo ele soar a sua voz, logo há arruído de águas no céu, e sobem os vapores da extremidade da terra: ele faz os relâmpagos para a chuva, e faz sair o vento dos seus tesouros. 

14Todo o homem se embruteceu, e não tem ciência; envergonha-se todo o fundidor da sua imagem de escultura; porque sua imagem fundida mentira é, e não  espírito nelas. 

15Vaidade são, obra de enganos: no tempo da sua visitação, virão a perecer. 

16Não é semelhante a estes a porção de Jacob; porque ele é o criador de todas as coisas, e Israel é a vara da sua herança: Senhor dos Exércitos é o seu nome. 

17Ajunta da terra a tua mercadoria, ó habitadora da fortaleza. 

18Porque assim diz o Senhor: Eis que desta vez arrojarei, como se fora com uma funda, os moradores da terra, e os angustiarei, para que venham a senti-lo, dizendo: 

19Ai de mim, por causa do meu quebrantamento! a minha chaga me causa grande dor; e eu havia dito: Certamente isto é enfermidade que eu poderei suportar. 

20A minha tenda está destruída, e todas as minhas cordas se quebraram; os meus filhos foram-se de mim, e não existem; ninguém há mais que estenda a minha tenda, e que levante as minhas cortinas.

21Porque os pastores se embruteceram, e não buscaram ao Senhor: por isso não prosperaram, e todos os seus gados se espalharam. 

22Eis que vem uma voz de fama, grande tumulto da terra do norte, para fazer das cidades de Judá uma assolação, uma morada de dragões. 

23Eu sei, ó Senhor, que não é do homem o seu caminho, nem do homem que caminha o dirigir os seus passos. 

24Castiga-me, ó Senhor, mas com medida, não na tua ira, para que me não reduzas a nada. 

25Derrama a tua indignação sobre as nações que te não conhecem, e sobre as gerações que não invocam o teu nome; porque devoraram a Jacob; devoraram-no e consumiram-no, e assolaram a sua morada.

Não vale a pena confiar em deuses, que apenas são esculturas em madeira. Apena Deus é real e nele podemos colocar toda a nossa vida.

Isaías 38

A Doença de Ezequias

1Naqueles dias Ezequias ficou doente, à beira da morte. O profeta Isaías, filho de Amoz, foi visitá-lo e lhe disse: “Assim diz o Senhor: ‘Ponha a casa em ordem, porque você vai morrer; você não se recuperará’”.

2 Ezequias virou o rosto para a parede e orou ao Senhor: 3 “Lembra-te, Senhor, de como tenho te servido com fidelidade e com devoção sincera, e tenho feito o que tu aprovas”. E Ezequias chorou amargamente.

4 Então a palavra do Senhor veio a Isaías: 5 “Vá dizer a Ezequias: Assim diz o Senhor, o Deus de seu antepassado Davi: Ouvi sua oração e vi suas lágrimas; acrescentarei quinze anos à sua vida. 6 E eu livrarei você e esta cidade das mãos do rei da Assíria. Eu defenderei esta cidade.

7 “Este é o sinal de que o Senhor fará o que prometeu: 8 Farei a sombra do sol retroceder os dez degraus que ela já cobriu na escadaria de Acaz”. E a luz do sol retrocedeu os dez degraus que tinha avançado.

9 Depois de recuperar-se dessa doença, Ezequias, rei de Judá, escreveu o seguinte:

10 “Eu disse: No vigor da minha vida    tenho que passar pelas portas da sepultura[a]e ser roubado do restante dos meus anos?11 Eu disse: Não tornarei a ver o Senhor,    o Senhor, na terra dos viventes;não olharei mais para a humanidade,nem estarei mais com    os que agora habitam neste mundo[b].12 A minha casa foi derrubada    e tirada de mim,    como se fosse uma tenda de pastor.A minha vida foi enovelada,    como faz o tecelão,e ele me cortou como um pedaço de tecido;dia e noite foi acabando comigo.13 Esperei pacientemente até o alvorecer,mas como um leão    ele quebrou todos os meus ossos;dia e noite foi acabando comigo.14 Gritei como um andorinhão,    como um tordo;gemi como uma pomba chorosa.Olhando para os céus,    enfraqueceram-se os meus olhos.Estou aflito, ó Senhor!Vem em meu auxílio!

15 “Mas, que posso dizer?Ele falou comigo, e ele mesmo fez isso.Andarei humildemente toda a minha vida,    por causa dessa aflição da minha alma.16 Senhor, por tais coisas    os homens vivem,e por elas também vive o meu espírito.Tu me restauraste a saúde    e deixaste-me viver.17 Foi para o meu benefício    que tanto sofri.Em teu amor me guardaste    da cova da destruição;lançaste para trás de ti    todos os meus pecados,18 pois a sepultura não pode louvar-te,    a morte não pode cantar o teu louvor.Aqueles que descem à cova    não podem esperar pela tua fidelidade.19 Os vivos, somente os vivos, te louvam,    como hoje estou fazendo;os pais contam a tua fidelidade    a seus filhos.

20 “O Senhor me salvou.Cantaremos com instrumentos de corda    todos os dias de nossa vida no templo do Senhor”.

21 Isaías dissera: “Apliquem um emplastro de figos no furúnculo, e ele se recuperará”.

22 Ezequias tinha perguntado: “Qual será o sinal de que subirei ao templo do Senhor?”

Ezequias confiou em Deus e em como lhe poderia conceder mais anos e Deus concedeu mais 15 anos. Assim como Deus ouviu Ezequias nos ouve hoje e está disposto a nos conceder o que for melhor para nós, basta que Lhe confiemos a nossa vida! 

7. Salvação

João 1

A Palavra Tornou-se Carne

1No princípio era aquele que é a Palavra. Ele estava com Deus, e era Deus. 2 Ele estava com Deus no princípio.

3 Todas as coisas foram feitas por intermédio dele; sem ele, nada do que existe teria sido feito. 4 Nele estava a vida, e esta era a luz dos homens. 5 A luz brilha nas trevas, e as trevas não a derrotaram.

6 Surgiu um homem enviado por Deus, chamado João. 7 Ele veio como testemunha, para testificar acerca da luz, a fim de que por meio dele todos os homens cressem. 8 Ele próprio não era a luz, mas veio como testemunha da luz. 9 Estava chegando ao mundo a verdadeira luz, que ilumina todos os homens.

10 Aquele que é a Palavra estava no mundo, e o mundo foi feito por intermédio dele, mas o mundo não o reconheceu. 11 Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam. 12 Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus, 13 os quais não nasceram por descendência natural, nem pela vontade da carne nem pela vontade de algum homem, mas nasceram de Deus.

14 Aquele que é a Palavra tornou-se carne e viveu entre nós. Vimos a sua glória, glória como do Unigênito vindo do Pai, cheio de graça e de verdade.

15 João dá testemunho dele. Ele exclama: “Este é aquele de quem eu falei: aquele que vem depois de mim é superior a mim, porque já existia antes de mim”. 16 Todos recebemos da sua plenitude, graça sobre graça. 17 Pois a Lei foi dada por intermédio de Moisés; a graça e a verdade vieram por intermédio de Jesus Cristo. 18 Ninguém jamais viu a Deus, mas o Deus Unigênito, que está junto do Pai, o tornou conhecido.

João Batista Nega Ser Ele o Cristo

19 Este foi o testemunho de João, quando os judeus de Jerusalém enviaram sacerdotes e levitas para lhe perguntarem quem ele era. 20 Ele confessou e não negou; declarou abertamente: “Não sou o Cristo[h]”.

21 Perguntaram-lhe: “E então, quem é você? É Elias?”

Ele disse: “Não sou”.

“É o Profeta?”

Ele respondeu: “Não”.

22 Finalmente perguntaram: “Quem é você? Dê-nos uma resposta, para que a levemos àqueles que nos enviaram. Que diz você acerca de si próprio?”

23 João respondeu com as palavras do profeta Isaías: “Eu sou a voz do que clama no deserto:[i] ‘Façam um caminho reto para o Senhor’”[j].

24 Alguns fariseus que tinham sido enviados 25 interrogaram-no: “Então, por que você batiza, se não é o Cristo, nem Elias, nem o Profeta?”

26 Respondeu João: “Eu batizo com[k] água, mas entre vocês está alguém que vocês não conhecem. 27 Ele é aquele que vem depois de mim, e não sou digno de desamarrar as correias de suas sandálias”.

28 Tudo isso aconteceu em Betânia, do outro lado do Jordão, onde João estava batizando.

Jesus, o Cordeiro de Deus

29 No dia seguinte João viu Jesus aproximando-se e disse: “Vejam! É o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo! 30 Este é aquele a quem eu me referi, quando disse: Vem depois de mim um homem que é superior a mim, porque já existia antes de mim. 31 Eu mesmo não o conhecia, mas por isso é que vim batizando com água: para que ele viesse a ser revelado a Israel”.

32 Então João deu o seguinte testemunho: “Eu vi o Espírito descer dos céus como pomba e permanecer sobre ele. 33 Eu não o teria reconhecido, se aquele que me enviou para batizar com água não me tivesse dito: ‘Aquele sobre quem você vir o Espírito descer e permanecer, esse é o que batiza com o Espírito Santo’. 34 Eu vi e testifico que este é o Filho de Deus”.

Os Primeiros Discípulos de Jesus

35 No dia seguinte João estava ali novamente com dois dos seus discípulos. 36 Quando viu Jesus passando, disse: “Vejam! É o Cordeiro de Deus!”

37 Ouvindo-o dizer isso, os dois discípulos seguiram Jesus. 38 Voltando-se e vendo Jesus que os dois o seguiam, perguntou-lhes: “O que vocês querem?”

Eles disseram: “Rabi” (que significa “Mestre”), “onde estás hospedado?”

39 Respondeu ele: “Venham e verão”.

Então foram, por volta das quatro horas da tarde[l], viram onde ele estava hospedado e passaram com ele aquele dia.

40 André, irmão de Simão Pedro, era um dos dois que tinham ouvido o que João dissera e que haviam seguido Jesus. 41 O primeiro que ele encontrou foi Simão, seu irmão, e lhe disse: “Achamos o Messias” (isto é, o Cristo). 42 E o levou a Jesus.

Jesus olhou para ele e disse: “Você é Simão, filho de João. Será chamado Cefas” (que traduzido é “Pedro[m]”).

Jesus Chama Filipe e Natanael

43 No dia seguinte Jesus decidiu partir para a Galiléia. Quando encontrou Filipe, disse-lhe: “Siga-me”.

44 Filipe, como André e Pedro, era da cidade de Betsaida. 45 Filipe encontrou Natanael e lhe disse: “Achamos aquele sobre quem Moisés escreveu na Lei, e a respeito de quem os profetas também escreveram: Jesus de Nazaré, filho de José”.

46 Perguntou Natanael: “Nazaré? Pode vir alguma coisa boa de lá?”

Disse Filipe: “Venha e veja”.

47 Ao ver Natanael se aproximando, disse Jesus: “Aí está um verdadeiro israelita, em quem não há falsidade”.

48 Perguntou Natanael: “De onde me conheces?”

Jesus respondeu: “Eu o vi quando você ainda estava debaixo da figueira, antes de Filipe o chamar”.

49 Então Natanael declarou: “Mestre[n], tu és o Filho de Deus, tu és o Rei de Israel!”

50 Jesus disse: “Você crê porque eu disse que o vi debaixo da figueira.[o] Você verá coisas maiores do que essa!” 51 E então acrescentou: “Digo-lhes a verdade: Vocês verão o céu aberto e os anjos de Deus subindo e descendo sobre o Filho do homem”.

Jesus, que é Aquele que sempre existiu, veio morar no nosso meio, tornou-se carne. No entanto muitos de nós não reconhecemos nEle o caminho para a salvação, ou pura e simplesmente não acreditamos nEle.O próprio João deixa um testemunho de que Jesus é muito superior a ele, que Jesus é o próprio filho de Deus. Ao ouvir este testemunho os primeiros discípulos seguiram Jesus.Natanael primeiro também não acreditou que Jesus era o Salvador mas depois de O ouvir reconheceu em Jesus a sua divindade.Só através de Jesus poderemos obter a salvação. 

Atos 2

A Vinda do Espírito Santo no Dia de Pentecoste

1Chegando o dia de Pentecoste, estavam todos reunidos num só lugar. 2 De repente veio do céu um som, como de um vento muito forte, e encheu toda a casa na qual estavam assentados. 3 E viram o que parecia línguas de fogo, que se separaram e pousaram sobre cada um deles. 4 Todos ficaram cheios do Espírito Santo e começaram a falar noutras línguas, conforme o Espírito os capacitava.

5 Havia em Jerusalém judeus, tementes a Deus, vindos de todas as nações do mundo. 6 Ouvindo-se o som, ajuntou-se uma multidão que ficou perplexa, pois cada um os ouvia falar em sua própria língua. 7 Atônitos e maravilhados, eles perguntavam: “Acaso não são galileus todos estes homens que estão falando? 8 Então, como os ouvimos, cada um de nós, em nossa própria língua materna? 9 Partos, medos e elamitas; habitantes da Mesopotâmia, Judéia e Capadócia, do Ponto e da província da Ásia, 10 Frígia e Panfília, Egito e das partes da Líbia próximas a Cirene; visitantes vindos de Roma, 11 tanto judeus como convertidos ao judaísmo; cretenses e árabes. Nós os ouvimos declarar as maravilhas de Deus em nossa própria língua!” 12 Atônitos e perplexos, todos perguntavam uns aos outros: “Que significa isto?”

13 Alguns, todavia, zombavam deles e diziam: “Eles beberam vinho demais”.

A Pregação de Pedro

14 Então Pedro levantou-se com os Onze e, em alta voz, dirigiu-se à multidão: “Homens da Judéia e todos os que vivem em Jerusalém, deixem-me explicar-lhes isto! Ouçam com atenção: 15 estes homens não estão bêbados, como vocês supõem. Ainda são nove horas da manhã! 16 Ao contrário, isto é o que foi predito pelo profeta Joel:

17 “‘Nos últimos dias, diz Deus,    derramarei do meu Espírito sobre todos os povos.Os seus filhos e as suas filhas profetizarão,    os jovens terão visões,os velhos terão sonhos.18 Sobre os meus servos    e as minhas servas derramarei do meu Espírito naqueles dias,    e eles profetizarão.19 Mostrarei maravilhas    em cima, no céu,e sinais em baixo, na terra:    sangue, fogo e nuvens de fumaça.20 O sol se tornará em trevas    e a lua em sangue,antes que venha o grande    e glorioso dia do Senhor.21 E todo aquele que invocar    o nome do Senhor    será salvo!’

22 “Israelitas, ouçam estas palavras: Jesus de Nazaré foi aprovado por Deus diante de vocês por meio de milagres, maravilhas e sinais que Deus fez entre vocês por intermédio dele, como vocês mesmos sabem. 23 Este homem lhes foi entregue por propósito determinado e pré-conhecimento de Deus; e vocês, com a ajuda de homens perversos[a], o mataram, pregando-o na cruz. 24 Mas Deus o ressuscitou dos mortos, rompendo os laços da morte, porque era impossível que a morte o retivesse. 25 A respeito dele, disse Davi:

“‘Eu sempre via o Senhor diante de mim.Porque ele está    à minha direita,não serei abalado.26 Por isso o meu coração    está alegre e a minha língua exulta;o meu corpo também repousará    em esperança,27 porque tu não me abandonarás no sepulcro[b],nem permitirás que    o teu Santo    sofra decomposição.28 Tu me fizeste conhecer    os caminhos da vida e me encherás de alegria    na tua presença’[c].

29 “Irmãos, posso dizer-lhes com franqueza que o patriarca Davi morreu e foi sepultado, e o seu túmulo está entre nós até o dia de hoje. 30 Mas ele era profeta e sabia que Deus lhe prometera sob juramento que colocaria um dos seus descendentes em seu trono. 31 Prevendo isso, falou da ressurreição do Cristo[d], que não foi abandonado no sepulcro e cujo corpo não sofreu decomposição. 32 Deus ressuscitou este Jesus, e todos nós somos testemunhas desse fato. 33 Exaltado à direita de Deus, ele recebeu do Pai o Espírito Santo prometido e derramou o que vocês agora vêem e ouvem. 34 Pois Davi não subiu aos céus, mas ele mesmo declarou:

“‘O Senhor disse    ao meu Senhor: Senta-te à minha direita 35 até que eu ponha    os teus inimigos como estrado    para os teus pés’[e].

36 “Portanto, que todo o Israel fique certo disto: Este Jesus, a quem vocês crucificaram, Deus o fez Senhor e Cristo”.

37 Quando ouviram isso, ficaram aflitos em seu coração, e perguntaram a Pedro e aos outros apóstolos: “Irmãos, que faremos?”

38 Pedro respondeu: “Arrependam-se, e cada um de vocês seja batizado em nome de Jesus Cristo para perdão dos seus pecados, e receberão o dom do Espírito Santo. 39 Pois a promessa é para vocês, para os seus filhos e para todos os que estão longe, para todos quantos o Senhor, o nosso Deus, chamar”.

40 Com muitas outras palavras os advertia e insistia com eles: “Salvem-se desta geração corrompida!” 41 Os que aceitaram a mensagem foram batizados, e naquele dia houve um acréscimo de cerca de três mil pessoas.

A Comunhão dos Cristãos

42 Eles se dedicavam ao ensino dos apóstolos e à comunhão, ao partir do pão e às orações. 43 Todos estavam cheios de temor, e muitas maravilhas e sinais eram feitos pelos apóstolos. 44 Os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum. 45 Vendendo suas propriedades e bens, distribuíam a cada um conforme a sua necessidade. 46 Todos os dias, continuavam a reunir-se no pátio do templo. Partiam o pão em suas casas, e juntos participavam das refeições, com alegria e sinceridade de coração, 47 louvando a Deus e tendo a simpatia de todo o povo. E o Senhor lhes acrescentava diariamente os que iam sendo salvos.

Deus tem o poder de tornar as nossas vidas insignificantes em vidas cheias de significado. Nada é impossível para Ele. Assim como Espirito Santo foi derramado em tempos, pode ser derramado agora também. Apenas temos que estar disponíveis e com a vida nas Suas mãos.A salvação está disponível para toda a gente. Para todos os que a aceitarem.

Salmos 60

1 Tu nos rejeitaste e nos dispersaste, ó Deus;tu derramaste a tua ira; restaura-nos agora! 2 Sacudiste a terra e abriste-lhe fendas; repara suas brechas, pois ameaça desmoronar-se.3 Fizeste passar o teu povo por tempos difíceis;deste-nos um vinho estonteante.

4 Mas aos que te temem deste um sinal para que fugissem das flechas.

5 Salva-nos com a tua mão direita e responde-nos,para que sejam libertos aqueles a quem amas. 6 Do seu santuário[c] Deus falou: “No meu triunfo dividirei Siquém e repartirei o vale de Sucote. 7 Gileade é minha, Manassés também;    Efraim é o meu capacete,    Judá é o meu cetro.8 Moabe é a pia em que me lavo,    em Edom atiro a minha sandália;    sobre a Filístia dou meu brado de vitória!”

9 Quem me levará à cidade fortificada?    Quem me guiará a Edom?10 Não foste tu, ó Deus, que nos rejeitaste    e deixaste de sair com os nossos exércitos?11 Dá-nos ajuda contra os adversários,pois inútil é o socorro do homem.12 Com Deus conquistaremos a vitória,    e ele pisoteará os nossos adversários.

A nossa ajuda apenas poderá vir de Deus, só com Ele teremos a capacidade de vencer qualquer provação. Ele tem poder para derrubar todos os nossos adversários.

Ageu 1 e 2

A Ordem para a Reconstrução do Templo

1No primeiro dia do sexto mês do segundo ano do reinado de Dario, a palavra do Senhor veio por meio do profeta Ageu ao governador de Judá, Zorobabel, filho de Sealtiel, e ao sumo sacerdote Josué, filho de Jeozadaque, dizendo:

2 “Assim diz o Senhor dos Exércitos: Este povo afirma: ‘Ainda não chegou o tempo de reconstruir a casa do Senhor’”.

3 Por isso, a palavra do Senhor veio novamente por meio do profeta Ageu: 4 “Acaso é tempo de vocês morarem em casas de fino acabamento, enquanto a minha casa continua destruída?”

5 Agora, assim diz o Senhor dos Exércitos: “Vejam aonde os seus caminhos os levaram. 6 Vocês têm plantado muito, e colhido pouco. Vocês comem, mas não se fartam. Bebem, mas não se satisfazem. Vestem-se, mas não se aquecem. Aquele que recebe salário, recebe-o para colocá-lo numa bolsa furada”.

7 Assim diz o Senhor dos Exércitos: “Vejam aonde os seus caminhos os levaram! 8 Subam o monte para trazer madeira. Construam o templo[a], para que eu me alegre e nele seja glorificado”, diz o Senhor. 9 “Vocês esperavam muito, mas, eis que veio pouco. E o que vocês trouxeram para casa eu dissipei com um sopro. E por que o fiz?”, pergunta o Senhor dos Exércitos. “Por causa do meu templo, que ainda está destruído, enquanto cada um de vocês se ocupa com a sua própria casa. 10 Por isso, por causa de vocês, o céu reteve o orvalho e a terra deixou de dar o seu fruto. 11 Nos campos e nos montes provoquei uma seca que atingiu o trigo, o vinho, o azeite e tudo mais que a terra produz, e também os homens e o gado. O trabalho das mãos de vocês foi prejudicado”.

12 Zorobabel, filho de Sealtiel, o sumo sacerdote Josué, filho de Jeozadaque, e todo o restante do povo obedeceram à voz do Senhor, o seu Deus, por causa das palavras do profeta Ageu, a quem o Senhor, o seu Deus, enviara. E o povo temeu o Senhor.

13 Então Ageu, o mensageiro do Senhor, trouxe esta mensagem do Senhor para o povo: “Eu estou com vocês”, declara o Senhor. 14 Assim o Senhor encorajou o governador de Judá, Zorobabel, filho de Sealtiel, o sumo sacerdote Josué, filho de Jeozadaque, e todo o restante do povo, e eles começaram a trabalhar no templo do Senhor dos Exércitos, o seu Deus, 15 no vigésimo quarto dia do sexto mês do segundo ano do reinado de Dario.

O Esplendor do Novo Templo

1No vigésimo primeiro dia do sétimo mês, veio a palavra do Senhor por meio do profeta Ageu: 2 “Pergunte o seguinte ao governador de Judá, Zorobabel, filho de Sealtiel, ao sumo sacerdote Josué, filho de Jeozadaque, e ao restante do povo: 3 Quem de vocês viu este templo em seu primeiro esplendor? Comparado a ele, não é como nada o que vocês vêem agora?

4 “Coragem, Zorobabel”, declara o Senhor. “Coragem, sumo sacerdote Josué, filho de Jeozadaque. Coragem! Ao trabalho, ó povo da terra!”, declara o Senhor. “Porque eu estou com vocês”, declara o Senhor dos Exércitos. 5 “Esta é a aliança que fiz com vocês quando vocês saíram do Egito: Meu espírito está entre vocês. Não tenham medo”.

6 Assim diz o Senhor dos Exércitos: “Dentro de pouco tempo farei tremer o céu, a terra, o mar e o continente. 7 Farei tremer todas as nações, as quais trarão para cá os seus tesouros,[a] e encherei este templo de glória”, diz o Senhor dos Exércitos. 8 “Tanto a prata quanto o ouro me pertencem”, declara o Senhor dos Exércitos. 9 “A glória deste novo templo será maior do que a do antigo”, diz o Senhor dos Exércitos. “E neste lugar estabelecerei a paz”, declara o Senhor dos Exércitos.

Promessa de Bênçãos

10 No vigésimo quarto dia do nono mês, no segundo ano do reinado de Dario, a palavra do Senhor veio ao profeta Ageu:

11 Assim diz o Senhor dos Exércitos: “Faça aos sacerdotes a seguinte pergunta sobre a Lei: 12 Se alguém levar carne consagrada na borda de suas vestes, e com elas tocar num pão, ou em algo cozido, ou em vinho, ou em azeite ou em qualquer comida, isso ficará consagrado?” Os sacerdotes responderam: “Não”.

13 Em seguida perguntou Ageu: “Se alguém ficar impuro por tocar num cadáver e depois tocar em alguma dessas coisas, ela ficará impura?”

“Sim”, responderam os sacerdotes, “ficará impura.”

14 Ageu transmitiu esta resposta do Senhor: “É o que acontece com este povo e com esta nação. Tudo o que fazem e tudo o que me oferecem é impuro.

15 “Agora prestem atenção; de hoje em diante[b] reconsiderem. Em que condições vocês viviam antes que se colocasse pedra sobre pedra no templo do Senhor? 16 Quando alguém chegava a um monte de trigo procurando vinte medidas, havia apenas dez. Quando alguém ia ao depósito de vinho para tirar cinqüenta medidas, só encontrava vinte. 17 Eu destruí todo o trabalho das mãos de vocês, com mofo, ferrugem e granizo, mas vocês não se voltaram para mim”, declara o Senhor18 “A partir de hoje, vigésimo quarto dia do nono mês, atentem para o dia em que os fundamentos do templo do Senhor foram lançados. Reconsiderem: 19 ainda há alguma semente no celeiro? Até hoje a videira, a figueira, a romeira e a oliveira não têm dado fruto. Mas, de hoje em diante, abençoarei vocês.”

As Promessas para Zorobabel

20 A palavra do Senhor veio a Ageu pela segunda vez, no vigésimo quarto dia do nono mês: 21 “Diga a Zorobabel, governador de Judá, que eu farei tremer o céu e a terra. 22 Derrubarei tronos e destruirei o poder dos reinos estrangeiros. Virarei os carros e os seus condutores; os cavalos e os seus cavaleiros cairão, cada um pela espada do seu companheiro.

23 “Naquele dia”, declara o Senhor dos Exércitos, “eu o tomarei, meu servo Zorobabel, filho de Sealtiel”, declara o Senhor, “e farei de você um anel de selar, porque o tenho escolhido”, declara o Senhor dos Exércitos.

Deus tem o poder para deitar tudo por terra e reconstruir. De mudar a nossa vida, de pernas para o ar. Deus é bom em todos os momentos.

Romanos 3

1Que vantagem há então em ser judeu, ou que utilidade há na circuncisão? 2 Muita, em todos os sentidos! Principalmente porque aos judeus foram confiadas as palavras de Deus.

3 Que importa se alguns deles foram infiéis? A sua infidelidade anulará a fidelidade de Deus? 4 De maneira nenhuma! Seja Deus verdadeiro, e todo homem mentiroso. Como está escrito:

“Para que    sejas justificado nas tuas palavras    e prevaleças”[a].

5 Mas, se a nossa injustiça ressalta de maneira ainda mais clara a justiça de Deus, que diremos? Que Deus é injusto por aplicar a sua ira? (Estou usando um argumento humano.) 6 Claro que não! Se fosse assim, como Deus iria julgar o mundo? 7 Alguém pode alegar ainda: “Se a minha mentira ressalta a veracidade de Deus, aumentando assim a sua glória, por que sou condenado como pecador?” 8 Por que não dizer como alguns caluniosamente afirmam que dizemos: “Façamos o mal, para que nos venha o bem”? A condenação dos tais é merecida.

Ninguém é Justo

9 Que concluiremos então? Estamos em posição de vantagem[b]? Não! Já demonstramos que tanto judeus quanto gentios estão debaixo do pecado. 10 Como está escrito:

“Não há nenhum justo,    nem um sequer;11 não há ninguém que entenda,    ninguém que busque a Deus.12 Todos se desviaram,    tornaram-se juntamente inúteis;não há ninguém    que faça o bem,não há nem um sequer”[c].13 “Suas gargantas    são um túmulo aberto;com suas línguas enganam”[d].“Veneno de serpentes    está em seus lábios”[e].14 “Suas bocas estão cheias    de maldição e amargura”[f].15 “Seus pés são ágeis    para derramar sangue;16 ruína e desgraça marcam    os seus caminhos,17 e não conhecem    o caminho da paz”[g].18 “Aos seus olhos é inútil    temer a Deus”[h].

19 Sabemos que tudo o que a Lei diz, o diz àqueles que estão debaixo dela, para que toda boca se cale e todo o mundo esteja sob o juízo de Deus. 20 Portanto, ninguém será declarado justo diante dele baseando-se na obediência à Lei, pois é mediante a Lei que nos tornamos plenamente conscientes do pecado.

A Justiça por meio da Fé

21 Mas agora se manifestou uma justiça que provém de Deus, independente da Lei, da qual testemunham a Lei e os Profetas, 22 justiça de Deus mediante a fé em Jesus Cristo para todos os que crêem. Não há distinção, 23 pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus, 24 sendo justificados gratuitamente por sua graça, por meio da redenção que há em Cristo Jesus. 25 Deus o ofereceu como sacrifício para propiciação[i] mediante a fé, pelo seu sangue, demonstrando a sua justiça. Em sua tolerância, havia deixado impunes os pecados anteriormente cometidos; 26 mas, no presente, demonstrou a sua justiça, a fim de ser justo e justificador daquele que tem fé em Jesus.

27 Onde está, então, o motivo de vanglória? É excluído. Baseado em que princípio? No da obediência à Lei? Não, mas no princípio da fé. 28 Pois sustentamos que o homem é justificado pela fé, independente da obediência à Lei. 29 Deus é Deus apenas dos judeus? Ele não é também o Deus dos gentios? Sim, dos gentios também, 30 visto que existe um só Deus, que pela fé justificará os circuncisos e os incircuncisos. 31 Anulamos então a Lei pela fé? De maneira nenhuma! Ao contrário, confirmamos a Lei.

Não há na terra ninguém que seja justo, nem um sequer. Apenas Cristo foi verdadeiramente justo, refletindo o caráter de Deus. É a Lei que nos dá a capacidade de vermos se estamos no caminho certo ou errado, serve como espelho para vermos se os nossos atos estão de acordo com a vontade de Deus.Somos justificados pela fé, em Jesus.

Perdão

Isaías 1

Uma Nação Rebelde

2 Ouçam, ó céus! Escute, ó terra!    Pois o Senhor falou:“Criei filhos e os fiz crescer,    mas eles se revoltaram contra mim.3 O boi reconhece o seu dono,e o jumento conhece a manjedoura    do seu proprietário,mas Israel nada sabe,o meu povo nada compreende”.

4 Ah, nação pecadora,    povo carregado de iniquidade! Raça de malfeitores,    filhos dados à corrupção!Abandonaram o Senhor,    desprezaram o Santo de Israel e o rejeitaram.

5 Por que haveriam de continuar a ser castigados?    Por que insistem na revolta?A cabeça toda está ferida,    todo o coração está sofrendo.6 Da sola do pé ao alto da cabeça    não há nada são;somente machucados,    vergões e ferimentos abertos,que não foram limpos nem enfaixados    nem tratados com azeite.

7 A terra de vocês está devastada,    suas cidades foram destruídas a fogo; os seus campos estão sendo tomados    por estrangeiros, diante de vocês, e devastados como a ruína que eles    costumam causar.8 Só restou a cidade[a] de Sião como tenda numa vinha,como abrigo numa plantação de melões,como uma cidade sitiada.9 Se o Senhor dos Exércitos    não tivesse poupado alguns de nós, já estaríamos como Sodoma    e semelhantes a Gomorra.

10 Governantes de Sodoma,    ouçam a palavra do SenhorVocês, povo de Gomorra,    escutem a instrução de nosso Deus!11 “Para que me oferecem    tantos sacrifícios?”,pergunta o Senhor.“Para mim, chega de holocaustos[b] de carneiros    e da gordura de novilhos gordos.Não tenho nenhum prazer    no sangue de novilhos, de cordeiros e de bodes!12 Quando vocês vêm à minha presença,    quem lhes pediu que pusessem os pés em meus átrios?13 Parem de trazer ofertas inúteis!O incenso de vocês    é repugnante para mim.Luas novas, sábados e reuniões!Não consigo suportar suas assembleias    cheias de iniquidade. 14 Suas festas da lua nova    e suas festas fixas, eu as odeio.Tornaram-se um fardo para mim;    não as suporto mais!15 Quando vocês estenderem as mãos em oração,    esconderei de vocês os meus olhos;mesmo que multipliquem    as suas orações,    não as escutarei!As suas mãos estão cheias de sangue!16 Lavem-se! Limpem-se!Removam suas más obras    para longe da minha vista!Parem de fazer o mal,17 aprendam a fazer o bem!Busquem a justiça,    acabem com a opressão.[c]Lutem pelos direitos do órfão,defendam a causa da viúva.

18 “Venham, vamos refletir juntos”,    diz o Senhor.“Embora os seus pecados    sejam vermelhos como escarlate,eles se tornarão brancos como a neve;embora sejam rubros como púrpura,    como a lã se tornarão.19 Se vocês estiverem dispostos a obedecer,    comerão os melhores frutos desta terra;20 mas, se resistirem e se rebelarem,    serão devorados pela espada.”Pois o Senhor é quem fala!

21 Vejam como a cidade fiel    se tornou prostituta!Antes cheia de justiça    e habitada pela retidão,agora está cheia de assassinos!22 Sua prata tornou-se escória,    seu licor ficou aguado.23 Seus líderes são rebeldes,    amigos de ladrões;todos eles amam o suborno    e andam atrás de presentes.Eles não defendem os direitos do órfão,    e não tomam conhecimento    da causa da viúva.24 Por isso o Soberano,    o Senhor dos Exércitos,o Poderoso de Israel, anuncia:“Ah! Derramarei minha ira    sobre os meus adversários    e me vingarei dos meus inimigos.25 Voltarei minha mão contra você;tirarei toda a sua escória e removerei todas as suas impurezas.26 Restaurarei os seus juízes como no passado,    os seus conselheiros, como no princípio.Depois disso você será chamada    cidade de retidão, cidade fiel”.

27 Sião será redimida com justiça,    com retidão os que se arrependerem.28 Mas os rebeldes e os pecadores    serão destruídos,e os que abandonam o Senhor    perecerão.

29 “Vocês se envergonharão    dos carvalhos sagrados    que tanto apreciam;ficarão decepcionados    com os jardins sagrados que escolheram.30 Vocês serão como um terebinto    cujas folhas estão caindo,como um jardim sem água.31 O poderoso se tornará como estopa,    e sua obra como fagulha;ambos serão queimados juntos    sem que ninguém apague o fogo”.

Nós somos rebeldes e estamos constantemente a virarmo-nos contra Deus, mas Deus tem uma capacidade incrível de nos perdoar, vezes sem conta! Se nos voltarmos para Deus os nossos pecados, vermelho como escarlate, tornar-se-ão brancos como a lã.

Isaías 38

Já abordado no tópico 6. Confiança

Salmos 30

1 Eu te exaltarei, Senhor,    pois tu me reergueste e não deixaste que os meus inimigos    se divertissem à minha custa. 2 Senhor meu Deus, a ti clamei por socorro, e tu me curaste. 3 Senhor, tiraste-me da sepultura[b]; prestes a descer à cova, devolveste-me à vida.

4 Cantem louvores ao Senhor,    vocês, os seus fiéis; louvem o seu santo nome.5 Pois a sua ira só dura um instante,    mas o seu favor dura a vida toda; o choro pode persistir uma noite,    mas de manhã irrompe a alegria.

6 Quando me senti seguro, disse:    Jamais serei abalado!7 Senhor, com o teu favor,    deste-me firmeza e estabilidade;[c]mas, quando escondeste a tua face,    fiquei aterrorizado.

8 A ti, Senhor, clamei,ao Senhor pedi misericórdia:9 Se eu morrer[d], se eu descer à cova,    que vantagem haverá?Acaso o pó te louvará?Proclamará a tua fidelidade?10 Ouve, Senhor, e tem misericórdia de mim;    Senhor, sê tu o meu auxílio.

11 Mudaste o meu pranto em dança,a minha veste de lamento em veste de alegria,12 para que o meu coração    cante louvores a ti e não se cale.Senhor, meu Deus,    eu te darei graças para sempre.

Apenas Deus tem a capacidade de nos reerguer dos nossos erros. De transformar a nossa vida, de tornar positivos os nossos momentos menos positivos. Com Deus podemos perdoar-nos a nós mesmos!

Salmos 40

1 Coloquei toda minha esperança no Senhor;ele se inclinou para mime ouviu o meu grito de socorro.2 Ele me tirou de um poço de destruição,    de um atoleiro de lama;pôs os meus pés sobre uma rocha    e firmou-me num local seguro.3 Pôs um novo cântico na minha boca,    um hino de louvor ao nosso Deus.Muitos verão isso e temerão,    e confiarão no Senhor.

4 Como é feliz o homem    que põe no Senhor a sua confiança,e não vai atrás dos orgulhosos[a],    dos que se afastam para seguir deuses falsos[b]!5 Senhor meu Deus!    Quantas maravilhas tens feito!Não se pode relatar    os planos que preparaste para nós!Eu queria proclamá-los e anunciá-los,    mas são por demais numerosos!

6 Sacrifício e oferta não pediste,    mas abriste os meus ouvidos[c];holocaustos[d] e ofertas pelo pecado    não exigiste.7 Então eu disse: Aqui estou!    No livro está escrito a meu respeito.8 Tenho grande alegria em fazer a tua vontade,    ó meu Deus;a tua lei está no fundo do meu coração.

9 Eu proclamo as novas de justiça    na grande assembléia;como sabes, Senhor, não fecho os meus lábios.10 Não oculto no coração a tua justiça;    falo da tua fidelidade e da tua salvação.Não escondo da grande assembléia    a tua fidelidade e a tua verdade.

11 Não me negues a tua misericórdia, Senhor;que o teu amor e a tua verdade    sempre me protejam.12 Pois incontáveis problemas me cercam,as minhas culpas me alcançaram    e já não consigo ver.Mais numerosos são    que os cabelos da minha cabeça,e o meu coração perdeu o ânimo.

13 Agrada-te, Senhor, em libertar-me;    apressa-te, Senhor, a ajudar-me.14 Sejam humilhados e frustrados    todos os que procuram tirar-me a vida;retrocedam desprezados    os que desejam a minha ruína.15 Fiquem chocados com a sua própria desgraça    os que zombam de mim.16 Mas regozijem-se e alegrem-se em ti    todos os que te buscam;digam sempre aqueles que amam a tua salvação:    “Grande é o Senhor!”

17 Quanto a mim, sou pobre e necessitado,mas o Senhor preocupa-se comigo.Tu és o meu socorro e o meu libertador;    meu Deus, não te demores!

O homem que coloca a sua confiança em Deus é verdadeiramente feliz, pois sabe que tudo é orientado por Ele. O Senhor fica feliz quando um homem se arrepende e nos liberta do peso do pecado.

João 2

Jesus Transforma Água em Vinho

1No terceiro dia houve um casamento em Caná da Galiléia. A mãe de Jesus estava ali; 2 Jesus e seus discípulos também haviam sido convidados para o casamento. 3 Tendo acabado o vinho, a mãe de Jesus lhe disse: “Eles não têm mais vinho”.

4 Respondeu Jesus: “Que temos nós em comum, mulher? A minha hora ainda não chegou”.

5 Sua mãe disse aos serviçais: “Façam tudo o que ele lhes mandar”.

6 Ali perto havia seis potes de pedra, do tipo usado pelos judeus para as purificações cerimoniais; em cada pote cabiam entre oitenta e cento e vinte litros[a].

7 Disse Jesus aos serviçais: “Encham os potes com água”. E os encheram até a borda.

8 Então lhes disse: “Agora, levem um pouco ao encarregado da festa”.

Eles assim fizeram, 9 e o encarregado da festa provou a água que fora transformada em vinho, sem saber de onde este viera, embora o soubessem os serviçais que haviam tirado a água. Então chamou o noivo 10 e disse: “Todos servem primeiro o melhor vinho e, depois que os convidados já beberam bastante, o vinho inferior é servido; mas você guardou o melhor até agora”.

11 Este sinal miraculoso, em Caná da Galiléia, foi o primeiro que Jesus realizou. Revelou assim a sua glória, e os seus discípulos creram nele.

Jesus Purifica o Templo

12 Depois disso ele desceu a Cafarnaum com sua mãe, seus irmãos e seus discípulos. Ali ficaram durante alguns dias.

13 Quando já estava chegando a Páscoa judaica, Jesus subiu a Jerusalém. 14 No pátio do templo viu alguns vendendo bois, ovelhas e pombas, e outros assentados diante de mesas, trocando dinheiro. 15 Então ele fez um chicote de cordas e expulsou todos do templo, bem como as ovelhas e os bois; espalhou as moedas dos cambistas e virou as suas mesas. 16 Aos que vendiam pombas disse: “Tirem estas coisas daqui! Parem de fazer da casa de meu Pai um mercado!”

17 Seus discípulos lembraram-se que está escrito: “O zelo pela tua casa me consumirá”[b].

18 Então os judeus lhe perguntaram: “Que sinal miraculoso o senhor pode mostrar-nos como prova da sua autoridade para fazer tudo isso?”

19 Jesus lhes respondeu: “Destruam este templo, e eu o levantarei em três dias”.

20 Os judeus responderam: “Este templo levou quarenta e seis anos para ser edificado, e o senhor vai levantá-lo em três dias?” 21 Mas o templo do qual ele falava era o seu corpo. 22 Depois que ressuscitou dos mortos, os seus discípulos lembraram-se do que ele tinha dito. Então creram na Escritura e na palavra que Jesus dissera.

23 Enquanto estava em Jerusalém, na festa da Páscoa, muitos viram os sinais miraculosos que ele estava realizando e creram em seu nome[c]. 24 Mas Jesus não se confiava a eles, pois conhecia a todos. 25 Não precisava que ninguém lhe desse testemunho a respeito do homem, pois ele bem sabia o que havia no homem.

Jesus e o Senhor dos impossíveis! É o mesmo hoje e sempre e por isso pode continuar a fazer milagres nas nossas vidas.

Mas é muito zeloso com as coisas do Pai

2. Triângulo dos Desbravadores

Significado do Triângulo dos Desbravadores

Os três lados

A plenitude da divindade: o Pai, o Filho e o Espírito Santo, os três aspectos da educação:

  • Plano mental (distinções profissionais, especialidades);
  • Plano físico (acampamentos, jogos ao ar livre, marcha);
  • Plano espiritual (testemunho pessoal, atividade missionária).

Escudo (Proteção)

Nas Escrituras Deus é várias vezes chamado o escudo de seu povo.

  • “Não temas Eu sou o teu escudo.” Génesis 15:1
  • “Empunhai sobretudo o escudo da fé, com o qual podereis apagar todos os dardos inflamados do Maligno.” Efésios 6:16 3.

Espada (a Bíblia)

Em tempos de guerra utilizava-se a espada e, é tomando a ofensiva que temos a maior certeza de ganhar.Nós temos um grande combate contra o pecado: a nossa arma é a Bíblia. “A espada do espírito é a palavra de Deus.” Efésios 6:17 4.

Vermelho (Sacrifício)

Lembra-nos o sangue do Salvador vertido na cruz.“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu filho Unigénito para que todo aquele que n’Ele crê não pereça mas tenha a vida eterna.” João 3:16“Eu vos exorto irmãos, pela compaixão de Deus, a oferecer os vossos corpos em sacrifício vivo, santo, agradável a Deus.” Romanos 12:1 5.

Amarelo (excelência)

a) “Eu te aconselho a comprar de Mim ouro provado pelo fogo, para que te tornes rico.” Apocalipse 3:18

b) Normas. O Clube tem princípios que favorecem a constituição de um carácter bem formado, perante a herança do trono de Deus.

Branco (pureza)

“Aquele que vencer será vestido de vestes brancas.” Apocalipse 3:5

Nós queremos reproduzir a beleza de Cristo nas nossas vidas.

Azul (lealdade)

O Clube dos Desbravadores tem como fim ajudar os adolescentes a serem leais aos seus pais, à Igreja e a Deus.

3. Meditação

Meditação: Jesus observador

Jesus observador

A oferta da viúva tem mais do que pensamos.

Como de costume, Jesus foi até o templo em Jerusalém para ensinar. Num momento de descanso ele ficou a observar.

Jesus estava sentado perto da caixa de contribuições do templo e observava a forma como as pessoas colocavam lá o seu dinheiro. Muitos ricos depositavam grandes quantias. Marcos 12.41 

No evangelho de Marcos, Jesus aponta a viúva pobre como exemplo do primeiro mandamento, sobre o qual ele tinha ensinado fazia poucas horas (versos 26-31).

Ela deu dois lepton, uma moeda de pouquíssimo valor, cunhada de forma rude e com estampa quase sempre irregular. Ela só tinha duas moedas, e deu as duas moedas. Ela fez o que o jovem rico recusou a fazer (10.21).

A viúva contrasta com os religiosos devoradores das “casas das viúvas” (verso 40). Ela é o rosto daquelas pessoas desprotegidas que Jesus libertava, quando purificava o templo (11.15-19).

Jesus observa-nos também. Ele sabe se amo a Deus ou o louvor dos outros. Sabe, se a religião é para mim uma forma de lucro ou a verdadeira busca de Deus. (12.1-12).

Pai, o que tenho é pouco, mas ofereço ao Senhor, de quem vem todas as coisas boas desta vida, e de quem recebemos a ressurreição da vida para a eternidade. O Senhor vê em mim o que ninguém percebe. Amém.

4. À descoberta da Bíblia e da nossa história

Pesquisar na Bíblia com concordância

concordanciabiblica

Saber de cor

Pesquisadores

Provérbios 8:17

Eu amo aos que me amam, e os que de madrugada me buscam me acharão.

Oração

Mateus 6:9-13

Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu  nome; Venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu;O pão nosso de cada dia nos dá hoje; E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores; E não nos conduzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.

Filipenses 4:8

Quanto ao mais, irmãos, tudo o que é verdadeiro, tudo o que é honesto, tudo o que é justo, tudo o que é puro, tudo o que é amável, tudo o que é de boa fama, se há alguma virtude, e se há algum louvor, nisso pensai.

Doutrina

Provérbios 28:13

O que encobre as suas transgressões, nunca prosperará; mas o que as confessa e deixa, alcançará misericórdia. 

João 3:16-18

Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

Porque Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que condenasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.

Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus.

Textos importantes

Apocalipse 14:12

Aqui está a paciência dos santos, aqui estão os que guardam os mandamentos de Deus e a fé de Jesus.

Ter especialidade "Marcação Bíblica"

MarcacaoBiblica

Ler o livro de Jonas e Atos

PESQUISA a história dos DESBRAVADORES em Portugal e identifica, pelo menos, 4 datas importantes.

História dos Desbravadores

Em 1879 foi criada, de uma forma natural, a primeira sociedade de jovens nos Estados Unidos. Desde então, e até aos dias de hoje, a Igreja Adventista mundial tem desenvolvido um grandioso trabalho com e para a sua juventude. Contudo a sua confirmação ocorreu durante a Assembleia da Conferência Geral, em 1907, quando oficialmente se organizam as sociedades dos Missionários Voluntários. Nasce então o movimento dos MV que preparará caminho para os clubes de Desbravadores.

A organização

O nome Desbravador que o dicionário Webster’s Collegiate define como “aquele que descobre um caminho; aquele que explora regiões não percorridas ou não frequentadas para marcar uma nova rota; que abre trilhos, pioneiro” surge pela primeira vez num acampamento de verão no Sudeste da Califórnia, decorria o ano de 1929. Mas, somente em 1946 é formado, com o apoio da Igreja, o primeiro Clube de Desbravadores. Nesse mesmo ano, John Hancock começa a desenvolver o programa dos Desbravadores e cria o triângulo. Seguido dois anos depois da bandeira. 

Em 1950, a Conferência Geral autoriza oficialmente o estabelecimento, a nível mundial, dos Clubes de Desbravadores MV. Desde essa data têm surgido Clubes por todo o mundo. “Os uniformes podem ser diferentes, as línguas e costumes podem variar, mas o mandato do evangelho como está exemplificado no emblema mundial dos Desbravadores, é o convite da Igreja aos seus jovens para abrirem o caminho, para explorarem regiões não percorridas ou não frequentadas e descobrirem a verdadeira rota” (Robert W. Holbrook – Departamental do Ministério dos Desbravadores da Conferência Geral). 

Decorria o ano de 1979 quando os MV - Missionários Voluntários se estabelecem como Juventude Adventista, com a sigla JA .

Em Portugal

  • 1923 - A primeira notícia dos MV em Portugal remonta ao ano de 1923, a uma reunião de jovens da Igreja de Lisboa Central. 
  • 1948 - O primeiro congresso MV decorreu em Portalegre em 1948
  • 1952 - O primeiro acampamento nacional realizou-se em 1952, no Pinhal da Machada - Barreiro. O programa dos Desbravadores aplicou-se no território ultramarino primeiro do que na metrópole. 
  • 1970 - Em 1970, e mais uma vez na Igreja de Lisboa Central, assiste-se ao nascimento simbólico do primeiro Clube de Desbravadores de Portugal. Ainda na década de 70, do século XX, surgem vários clubes pelo país, mas é já na década de 80 que estes se difundem e se enraízam em crescendo até aos dias de hoje.

5. Servir o próximo

sobre os serviços ou instituições de ação social existentes na região do teu Clube e colabora num projeto ou ação de um deles durante, pelo menos, um dia.

Participa em, pelo menos, 2 programas da tua IASD local.

6. À descoberta do outro

Participar num painel de discussão, tema Pressão de grupo

Cumpre os requisitos #1, #7 e #10 da Especialidade Vida Familiar

#1 - Explicar o papel do pai, da mãe, da irmã e do irmão na Bíblia e no Espírito de Profecia.

Conselhos Sobre Educação

Os pais devem ser os únicos mestres dos filhos até que eles cheguem à idade de oito ou dez anos. Assim que a mente lhes permita compreendê-lo, cumpre aos pais abrir diante deles o grande livro divino da Natureza. A mãe deve ter menos amor pelo artificial em casa e no preparo de vestidos para ostentação, e tomar tempo para cultivar, em si mesma e em seus filhos, o amor dos belos botões e flores a desabrochar. Chamando a atenção dos filhos às diferentes cores e variadas formas, pode relacioná-las com Deus, que fez todas as belas coisas que os atraem e deliciam. Pode elevar-lhes a mente ao Criador, e despertar nos tenros corações a afeição para com o Pai celeste, que manifestou por eles tão grande amor. Os pais podem associar Deus com todas as obras de Sua criação. A única sala de aula para as crianças de oito a dez anos, deve ser ao ar livre, entre as flores a desabrochar e os belos cenários da Natureza, sendo para elas o livro de estudo mais familiar os tesouros da própria Natureza. Estas lições, gravadas na mente das tenras crianças por entre as agradáveis e atrativas cenas campestres, jamais serão esquecidas. Pag. 7

Os filhos devem ser obedientes aos pais e saber honrá-los. Os pais não devem provocar a ira nos filhos, mas criá-los na doutrina e em Deus - Efésios 6:1-3 

#7 - Fazer uma meditação familiar

#10 - Cinco exemplos de coisas que mostra o teu interesse pelos vizinhos

  1. Cumprimentar os vizinhos
  2. Quando a escadaria é limpa coloco o tapete como se estivessem em casa
  3. Se vir alguma peça de roupa caída tenho o cuidado de devolver a mesma
  4. Cuidado ao estacionar para não prejudicar os vizinho       
  5. Conversamos e perguntamos pelas coisas do dia a dia

7. Saúde e Desenvolvimento físico

Importância do exercício físico, ar puro e luz solar

a. Pesquisa e apresenta informação (em formato digital) de, pelo menos, 1 estudo ou artigo que valide a importância do exercício físico na saúde.

ExercicioFisico

b. Explica a relação entre uma dieta apropriada, exercício físico e controle de peso.

Sedentarismo

A inatividade física é um dos maiores factores de risco no desenvolvimento de doenças cardíacas. Neste contexto, Portugal faz parte dos países com menores índices de ctividade física da Europa, tornando a população portuguesa muito exposta aos riscos das doenças cardiovasculares.

A prática de atividade física diminui o risco cardiovascular, para além de manter a saúde e o bem-estar geral – físico e psíquico.

Muito importante do ponto de vista da prevenção das doenças cardiovasculares é praticar uma atividade física diária e regular de, pelo menos, 30 minutos, que pode ser distribuída em 3 períodos de 10 minutos ao longo do dia. Exemplos disso são subir escadas, caminhar, nadar ou andar de bicicleta. A atividade física aconselhada implica movimento, força ou manutenção da postura corporal que se traduza num consumo de oxigénio.

Dieta alimentar

A falta de exercício a uma dieta pobre em verduras e rica em gorduras e hidratos vai provocar obesidade e problemas cardiovasculares. 

Comer muitas verdura, fruta e beber muita água é já por si só uma boa prática no controlo do peso. A isto deve ser aliado o desporto e uma dieta fraca em açúcares e gorduras.

Benefícios

A prática de atividade física tem como benefícios:

  • Mais energia
  • Maior resistência
  • Melhor auto-imagem
  • Controle do peso
  • Redução do risco de ataque cardíaco

Mitos sobre o exercício físico

  • O exercício causa cansaço.
  • O exercício tira muito tempo.
  • Todos os exercícios dão benefício idêntico.
  • Com idade mais avançada, é necessário fazer menos exercício.
  • É preciso ter tendência atlética para se fazer exercício. 

A intensidade do exercício

Meça o pulso após o exercício, porque a frequência do pulso é um bom guia:

  • A frequência máxima depende da idade (220 menos a idade).
  • A frequência boa está entre os 60 e os 75 % (zona alvo).
  • Acima de 75 % da frequência máxima pode ser excessivo, para quem não está treinado.
  • Abaixo de 60 % dá pouco condicionamento ao coração e pulmões.

c. Identifica, pelo menos, 2 benefícios do ar puro e da luz solar na saúde humana.

  1. Ar puro: proporciona o oxigénio necessário para o bom funcionamento do corpo // o ar puro(oxigénio) purifica o sangue( auxilia na oxigenação sanguínea e aumenta a qualidade do sono)
  2. Luz solar: a luz solar ajuda na cura de doenças nervosas // a luz solar  promove a produção de vitamina D. A vitamina D auxilia tanto na fixação de cálcio a nível ósseo, como se sabe estar ligada a uma melhoria na comunicação entre neurónios, sendo por isso, preventiva em situações de depressão e ansiedade.

Resgate básico - Requisito #2 e #4

#2. Demonstrar como resgatar em segurança,

  1. Em contato com cabo elétrico - Usar um cabo de vassoura ou outro material isolante, (como o plástico) para afastá-la do fio elétrico, sem tocar nela com o corpo desprotegido.   
  2. Em ambiente cheio de fumo ou gás -  Andar mais próximo ao chão possível, pois o fumo tende a subir. Abrir todas as portas e janelas que possível. Se houver fogo no local, molhe a roupa (mas fique longe do fogo, pois não está 100% protegido).
  3. Roupas em chamas - Devemos abafar com um cobertor ou pano, de preferência molhado. Não deixe a pessoa correr. Rolar no chão pode espalhar o fogo.
  4. Afogando-se, sem qualquer equipamento de resgate - Atire um objeto que flutue para a pessoa se segurar ou use um pedaço de madeira para ela voltar a superfície.
  5. Acidente no gelo - cordas são a melhor opção.

#4. Conhecer seis procedimentos a ter em caso de necessidade de resgate imediato

  1. Desidratação em ambiente sem água: deixar a pessoa mais confortável, com poucas roupas, colocar na sombra. Remover imediatamente e alimentar-se com frutas que contem água.
  2. Ferimentos graves na cabeça: deite a vítima de costas e afrouxe suas roupas, agasalhe a vítima. Havendo hemorragia em couro cabeludo coloque uma compressa ou pano limpo sobre o ferimento, pressione levemente, prenda com ataduras ou esparadrapos.
  3. Grande perda de sangue: tente para a hemorragia usando a pressão direta sobre o ferimento. Colocar curativos e elevara a parte afetada.
  4. Falta de ar por qualquer problema: afrouxar as roupas, principalmente no pescoço, peito e cintura. Verificar se há alguma coisa obstruindo as vias aéreas. Iniciar a respiração artificial assim que posicionar a vítima corretamente. Manter a vítima aquecida.
  5. Hipotermia: dar algum líquido quente, procurar aquecer o corpo da vítima.
  6. Vida em risco (incêndio, afogamento...)
    Em caso de desaparecimento: de criança ou adolescente o fato deverá ser informado imediatamente à polícia na delegacia mais próxima do local aonde a criança ou adolescente foi visto pela última vez. Leve à Delegacia uma foto recente, informe todos os fatos relacionados ao desaparecimento, sem omitir nada, informe roupa que estava trajando, nome, endereço das últimas pessoas que o viram.

8. Estudo da natureza

Aprender sobre a flora comestível em meio silvestre

a. Conhece e aplica os cuidados a ter para verificar se uma planta silvestre é comestível

  1. Ver algum animal come uma determinada planta, é bem provável que ela seja boa para o consumo, ao contrário se vemos uma planta intocável por animais é sempre bom ficar atentos e evitar.
  2. Procurar frutos grandes que estejam bicados por pássaros ou mordidos por animais. 
  3. Evitar plantas com seiva e bordas pegajosas. A maioria das plantas com seiva serve para abelhas e insetos, não para seres humanos
  4. Cheirar e v

    er a textura para ver se tem picos ou penugem;

  5. Espreme-la em um local sensível da pele, no lado de cima do cotovelo, se não provocar nenhuma irritação, pode ser um sinal de que ela não é tóxica

  6. Provar. Cortar as folhas ou o caule de uma planta. Procurar por uma substância clara, fibrosa. Então, pegar um pequeno pedaço da planta e colocar na boca. Mastigar o pedaço por alguns minutos sem engolir. Prestar atenção a qualquer gosto azedo, formigamento, dormência ou ardência

b. Identifica e recolhe 2 plantas, 2 raízes e 2 bagas.

Plantas: Hortelã e Urtiga

Raízes: Cenoura e Batata doce

Bagas: Camarinhas e Amoras

Identificar a constelação de Órion e explicar o seu significado espiritual

“A 16 de dezembro de 1848, o Senhor me deu uma visão acerca do abalo das potestades do céu. Vi que quando o Senhor disse "céu", ao dar os sinais registrados por Mateus, Marcos e Lucas, Ele queria dizer céu, e quando disse: "Terra", queria significar Terra. As potestades do céu são o Sol, a Lua e as estrelas. Seu governo é no firmamento. As potestades da Terra são as que governam sobre a Terra. As potestades do céu serão abaladas com a voz de Deus. Então o Sol, a Lua e as estrelas se moverão em seus lugares. Não passarão, mas serão abalados pela voz de Deus.

Nuvens negras e densas subiam e chocavam-se entre si. A atmosfera abriu-se e recuou; pudemos então olhar através do espaço aberto em Órion, donde vinha a voz de Deus. A santa cidade descerá por aquele espaço aberto. Vi que as potestades da Terra estão sendo abaladas agora, e que os acontecimentos ocorrem em ordem. Guerras e rumores de guerra, espada, fome e pestilência devem primeiramente abalar as potestades da Terra, e então a voz de Deus abalará o Sol, a Lua e as estrelas, e também a Terra. Vi que a agitação das potências na Europa não é, como alguns ensinam, o abalo das potestades do céu, mas sim o abalo das nações iradas.

Significado: “Nuvens negras e densas subiam e chocavam-se entre si. A atmosfera abriu-se e recuou; pudemos então olhar através do espaço aberto em Órion, donde vinha a voz de Deus. A santa cidade descerá por aquele espaço aberto.”

9. Técnicas de campo

Coordenadas UTM